9/7/2020 20:31

Representaram o Timão: relembre cinco goleiros alvinegros que vestiram a camisa da Seleção

Tanto a seleção brasileira como o Corinthians tiveram grandes goleiros em suas histórias e firmaram grandes parcerias com nomes lendários

A posição de goleiro é uma das mais importantes do futebol. Defender uma meta e evitar que um time sofra gols pode ser muito mais importantes do que marcá-los. Em toda a história do futebol brasileiro, o Corinthians é um dos clubes que tiveram nomes lendários e que marcaram gerações. Não é à toa que muitos jogadores do Timão foram convocados para defender a seleção brasileira ao longo da história.



LEIA TAMBÉM: Ex-Corinthians relembra crise no ano do rebaixamento: “Ameaçados de morte”


Como muitos nomes defenderam as metas de Corinthians e seleção brasileira, o Torcedores separou cinco goleiros que estiveram durante muito tempo com as duas camisas e que tiveram importância seja por conquistas, grandes desempenhos e até fatos extra-campo.

Dida

Apesar de ter começado a carreira no Vitória, Dida teve uma boa passagem pelo Cruzeiro que fez com que o Milan buscasse a sua contratação de um jogador que já tinha uma Copa do Mundo no currículo. No entanto, o pouco espaço na equipe italiana fez com que um empréstimo para o Corinthians fosse a melhor alternativa. De volta ao Brasil, o goleiro conseguiu voltar a ter um grande desempenho e aprimorou uma das características que fez ser conhecido: o de pegador de pênaltis. Com apenas três temporadas, Dida voltou com um outro status para a Itália e a seleção brasileira e construiu uma carreira sólida marcada por títulos e defesas milagrosas.

Doni

Em 2003, Doni chegava ao Corinthians após um início promissor no Botafogo de Ribeirão Preto. Durante duas temporadas no Timão, o goleiro teve altos e baixos, mas somou mais de 100 jogos pelo time da capital paulista. Com a seleção brasileira, o arqueiro iniciou sua trajetória em 2007 após as boas atuações pela Roma e conseguiu até disputar a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul.

Cássio

Desde 2012 no Corinthians, Cássio se transformou em um dos maiores goleiros da história do clube. Responsável pelos títulos do Mundial de 2012 e pelos Brasileirões, o arqueiro tem a confiança de toda a torcida pelos longos anos a frente da meta alvinegra. Na seleção brasileira, o gaúcho de Veranópolis ganhou sua primeira convocação em 2007 quando ainda vestia a camisa do Grêmio. No entanto, foi pelo alvinegro em que o camisa 12 teve uma sequência maior começando com Mano Menezes, Dunga, Felipão e Tite.

Gylmar dos Santos Neves

Um dos maiores goleiros do futebol brasileiro foi Gylmar dos Santos Neves. Formado na base do Corinthians, o arqueiro teve uma grande carreira tanto na equipe quanto no Santos e na seleção brasileira. Com a amarelinha, Gylmar atuou durante 16 anos e foi campeão de duas copas do mundo.



Jairo Nascimento

Mesmo sem ter um grande legado no Corinthians, Jairo marcou história na seleção brasileira como um dos poucos goleiros negros que vestiram a amarelinha. No Timão, o goleiro tem um dos recordes de mais minutos sem sofrer um gol sequer (1.131 minutos).


Corinthians, Goleiros, Seleção, Dida, Cássio, Timão, Lista



LEIA TAMBÉM: Cantillo e Éderson podem jogar juntos no Corinthians?

LEIA TAMBÉM:Marcos critica Casagrande e defende Marcelinho por encontro com Bolsonaro

LEIA TAMBÉM: Confira os valores da premiação do Campeonato Paulista


11946 visitas - Fonte: torcedores.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Arena - TVGloboeSporTV
Corinthians
Mirassol

Último jogo - Paulista

Qui - 19:00 - Morumbi
RB Bragantino
0 2
Corinthians
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota