30/4/2014 11:27

Carrasco, Carlinhos Bala sonha com gol em Arena e vaga contra o Timão.

Bem humorado, atacante do Nacional-AM inicia ciclo em seu 11º clube na carreira e pretende ser carrasco mais uma vez: “Quem sabe no novo estádio?”

Carrasco, Carlinhos Bala sonha com gol em Arena e vaga contra o Timão.
Aos 34 anos, a experiência é enorme. Depois de dez clubes e muitas boas histórias, o atacante Carlinhos Bala reaparece no cenário nacional na noite desta quarta-feira, e em estádio de Copa do Mundo. Sem saber se será titular do Nacional-AM contra o Corinthians, pela segunda fase da Copa do Brasil, Bala se apega às glórias passadas para acreditar em um novo triunfo diante do time paulista. Em 2008, pelo Sport, ele foi o herói da conquista da mesma competição.

Quase seis anos depois, Carlinhos está empolgado para reencontrar sua vítima preferida. Naquela decisão, o atacante fez dois gols: um no jogo de ida, no Morumbi, que diminuiu a derrota para 3 a 1. Depois, abriu o placar dos 2 a 0 no Recife - clique aqui e veja a ficha técnica daquela partida.

– É o gol que não sai da minha memória, com a Ilha do Retiro lotada, recebi e toquei na saída do Felipe (goleiro do Timão na época, hoje no Flamengo). Mas também foi importantíssimo fazer o gol do Morumbi. Eles estavam muito animados, e o estádio se calou – relembrou o artilheiro.

O primeiro objetivo do atacante é provocar o jogo de volta da segunda fase, o que acontece se o Nacional não perder por dois ou mais gols de diferença. A partir daí, Carlinhos Bala quer calar mais um estádio – seja o Pacaembu, seja a Arena Corinthians. A nova casa corintiana é a preferência.

– Jogar em outro estádio de Copa seria muito bom. Vai estar lotado? Se estiver, estou acostumado com a pressão. Lá vamos jogar para fechar a casinha, não é, pai? Podemos surpreender – avisou o jogador.

Dos tempos de Sport, Carlinhos traz o bom humor característico e a inseparável corrente com a letra C – “meu amuleto”. Um pouco acima do peso, o baixinho atacante assegura que tem se cuidado bastante. No Campeonato Amazonense, foi vice-artilheiro defendendo o Fast, outro clube tradicional do estado. Ele não gosta, porém, de contar seus gols.

– Não conto times, nem gols. O passado não move montanhas. Agora estou começando outra história no Nacional, e sei que posso ser tão feliz quanto fui em 2008, quando ajudei na campanha do único título da Copa do Brasil por um clube do Nordeste. Agora posso sonhar com um do Norte, por que não? – brincou.

Tempo para sonhar, Carlinhos terá. Ele tem uma meta ousada para a reta final de sua carreira: acredita ter gás para jogar mais seis ou sete anos.

– Rapaz, consigo jogar até os 40, 41 anos. Sou uma pessoa que se cuida e trabalha no limite. Nunca tive uma lesão grave. Trabalho com saúde. Tendo saúde e trabalho, está tudo certo. Jogar futebol é um dom que Deus me deu – filosofou.

Os clubes de Carlinhos Bala

Santa Cruz (duas passagens)
Beira Mar-POR
Cruzeiro
Sport (duas passagens)
Náutico (duas passagens)
Atlético-GO
Fortaleza
CRB
Centro Limoeirense-PE
Fast Clube
Nacional-AM


VEJA TAMBÉM
- NO TIMÃO? Empresário estaria querendo trazer jóia do Barcelona para o Corinthians
- ANÚNCIO PRÓXIMO! Nova patrocinadora máster do Corinthians quer trazer reforço midiático para a equipe
- MAIS DE 300 MILHÕES! Corinthians negocia parceria de patrocínio máster; confira os valores









6984 visitas - Fonte: GloboEsporte.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

publicidade

Brasileiro

Qui - 20:00 - Neo Química Arena -
X
Corinthians
Gremio

Brasileiro

Dom - 16:00 - Arena Fonte Nova
0 X 1
Bahia
Corinthians
publicidade
publicidade
publicidade