17/3/2014 08:25

Sanchez: Sou forte pré-candidato ao Corinthians

Ex-presidente do Timão diz ao Pânico na Band que possível disputa eleitoral para deputado não mudaria planos no clube

O ex-presidente do Corinthians Andrés Sanchez confirmou que cogita uma volta ao comando do clube em 2018. Em entrevista ao “Pânico na Band”, o dirigente, gestor das obras do Itaquerão, não descartou uma candidatura a deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores (PT) este ano, mas afirmou que, independentemente dos planos para as eleições, se considera um nome forte para a disputa no Corinthians.

“Mesmo que eu tente ser deputado agora, em 2018 eu sou um forte pre-candidato ao Corinthians”, declarou Sanchez.


Tamanho de fonte A A
segunda-feira, 17 de março de 2014 - 06h02 Atualizado em segunda-feira, 17 de março de 2014 - 07h48
Sanchez: Sou forte pré-candidato ao Corinthians
Ex-presidente do Timão diz ao Pânico na Band que possível disputa eleitoral para deputado não mudaria planos no clube
Andrés Sanchez entre o Ronaldo falso e Alfinete / Reprodução/Band
Andrés Sanchez entre o Ronaldo falso e Alfinete
Reprodução/Band
Da Redação, com Pânico na Band esportes@band.com.br
Veja também
Romarinho: derrota do São Paulo foi armação
Muricy não se aborrece, mas rebate suspeitas
'No futebol tudo é possível', diz Mano Menezes
Andrés, sobre 'naming rights': estão com receio
O ex-presidente do Corinthians Andrés Sanchez confirmou que cogita uma volta ao comando do clube em 2018. Em entrevista ao “Pânico na Band”, o dirigente, gestor das obras do Itaquerão, não descartou uma candidatura a deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores (PT) este ano, mas afirmou que, independentemente dos planos para as eleições, se considera um nome forte para a disputa no Corinthians.

“Mesmo que eu tente ser deputado agora, em 2018 eu sou um forte pre-candidato ao Corinthians”, declarou Sanchez.



Em entrevista jornal suíço Neue Zürcher Zeitung, no fim de fevereiro, Sanchez, disse que voltaria ao Corinthians e que quebraria a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Agora o dirigente afirma que as eleições deste ano não influenciariam os planos no clube.

Ao comentar a invasão ao centro de treinamento do Corinthians, Sanchez chamou os torcedores de “cafajestes” e classificou a ação como “ridícula”. “Infelizmente aconteceu, sem controle. Foi o tal do rolezinho no CT. O país está indo para um caminho perigoso, complicado. Acredito que as autoridades devem tomar atitudes. Mas o Corinthians não teve culpa”, disse.

Sanchez disse ainda que é favor que as pessoas se manifestem, como nos protestos contra a Copa do Mundo, mas vê oportunismo. “Acho que pegaram a Copa pela mídia que tem, mas acho que o povo tinha que protestar há muitos anos”, afirmou.

Ao fim da entrevista, feita no Itaquerão, o programa promoveu um encontro entre o Ronaldo falso, interpretado por Ceará, com o dirigente. Ao lado do Fenômeno de mentira, Sanchez negou que tenha brigado com o ex-jogador no Anhembi, durante o Carnaval.



LEIA TAMBÉM: Corinthians teve as contas bloqueadas em de R$ 500 mil em ação de Marcelo Mattos

LEIA TAMBÉM: Cúpula do conselho corintiano vê desrespeito ao órgão em ação contra Andrés

LEIA TAMBÉM: Discussão no telefone, briga aberta e até o Corinthians: como futuro de Tévez virou novela


4197 visitas - Fonte: esportes@band.com.br

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Arena Corinthians - Globo
Corinthians
Palmeiras

Último jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Arena Corinthians
Corinthians
1 1
Ituano
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota