10/3/2014 11:48

Gobbi revela tristeza com desdobramentos de invasão ao CT e dispara: 'Estado é uma figura de ficção'

A invasão ao CT Joaquim Grava aconteceu no último 2 de fevereiro. Desde então, o Corinthians melhorou seu desempenho em campo, briga pela classificação às quartas do Paulistão, mas ainda dá dor de cabeça. O presidente Mario Gobbi segue dando explicações sobre o caso, demonstrando cada vez mais impaciência. Uma das perguntas feitas ao dirigente depois da derrota para o São Paulo, no último domingo, foi sobre Paolo Guerrero, que ainda não prestou depoimento mesmo depois de o próprio Gobbi ter dito que o peruano fora vítima de agressão - o jogador negou.

"O interesse todo é nosso, de funcionários, jogadores, comissão técnica -, que me cobraram isso e outras coisas, providências que já tomei. Eu fui pessoalmente ao delegado geral, prestei depoimento à delegada do caso, fiz minha parte. Cada um faz a parte. O problema do depoimento do Paolo é um problema dele com a polícia, não é meu. E de cada um que for chamado, ele que tem que dizer para polícia aquilo que ele viu", afirmou o presidente alvinegro.

LEIA MAIS
Polícia tem 'plano B' para ouvir Guerrero e vai intimar Cachito Ramirez
Sindicato dos Atletas de SP processa Corinthians por invasão de torcida ao CT
Corinthians fez 'corpo mole' na investigação da invasão do CT

"Se disseram que viu, mas ele diz que não viu, o que aconteceu, a testemunha é só um tipo de prova. Existem outras formas de prova a serem produzidas. Não é problema meu o que os seguranças, os jogadores e os funcionários disseram lá. Até porque eu não tenho o poder de obriga-los e nem a dizerem o que eu quero que eles digam. A polícia é que vai dizer o que aconteceu lá", falou.

A Polícia Civil, que cuida do caso, deve intimar nos próximos dias Guerrero e também Ramírez. O DHPP (Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa) não quer abrir mão de ouvir o atacante.

Além disso, o Sindicato dos Atletas de São Paulo entrou na Justiça cobrando uma indenização de R$ 6,2 milhões do Corinthians, R$ 200 mil para cada um dos 31 atletas que foram "psicologicamente afetados" pela entrada dos uniformizados nas dependências do CT Joaquim Grava. Mario Gobbi disse que a segurança do clube é mais do que suficiente, citando a invasão como "inesperada".

"O que eu entendi é que o sindicato quer que o Corinthians dê segurança para que se trabalhe lá. O Corinthians tem todo um esquema de segurança montado lá. O que houve lá foi uma avalanche inesperada, um fato imprevisível e raro de uma quantidade enorme de pessoas que invadiram lá. Aquilo se tornou insuficiente", explicou o presidente do Corinthians.

O dirigente alvinegro ainda citou uma conversa com o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seção São Paulo (OAB-SP), Marcos da Costa, para rebater o pensamento de muitas pessoas quanto às obrigações dos clubes diantes de suas torcidas organizadas.

"Estou vendo com tristeza. Falei com o presidente da OAB, que lançou um movimento contra a violência das torcidas e pela paz no futebol. No fundo, o presidente da OAB pensa que o clube tem a obrigação de cuidar do torcedor, esse é o erro nosso. Se não vou abrir um concurso público, Torcida Uniformizada do Corinthians, aí nós vamos tomar conta do estádio, das ruas onde a torcida passa, aí sim o Corinthians vai ter responsabilidade da violência. A violência é responsabilidade do poder público, vocês estão querendo privatizar mais uma coisa? O Estado já é uma figura de ficção, vamos privatizar mais uma coisa, tirar do ombro do Estado? Então, pra que tanto imposto que a gente paga?"

"Acho que eu moro em outro mundo, ainda bem que dezembro estou saindo fora. A mediocridade é muito grande... O Corinthians tem que cuidar da sua torcida? Eu preciso ir pro divã... A segurança pública não tem que cuidar, o poder público não tem que cuidar? Do nascituro, que precisa ter um berço, uma educação, para não ser um marginal hoje, isso tudo é culpa de Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Santos, do esporte? Cada um cumpre a sua função, e a constituição federal é bem clara no capítulo de segurança pública. Está lá, é só ler e cumprir o que está lá", finalizou.



LEIA TAMBÉM: Corinthians apresenta dificuldade ao enfrentar clubes de Série A ou estrangeiros na temporada



LEIA TAMBÉM: Mancini perde peça chave e terá que improvisar no setor defensivo do Corinthians






4269 visitas - Fonte: Espn.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Neo Química Arena - TVGlobo
Corinthians
Palmeiras

Último jogo - Paulista

Qui - 21:30 - Estádio Campeón del Siglo
Peñarol
4 0
Corinthians
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota
Untitled Document
Classificação
1 Corinthians
2 Inter De Limeira
3 Santo André
4 Botafogo Sp
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
25 12 7 4 1 17 9 8 EVVEV
18 12 6 0 6 8 12 -4 VVVDV
13 12 3 4 5 9 13 -4 DEDVV
12 12 2 6 4 10 15 -5 DEVEE
Untitled Document
Classificação
1 River Plate
1 Atletico-MG
1 Palmeiras
1 Internacional
1 São Paulo
1 Barcelona SC
1 Argentinos JRS
1 Flamengo
2 Defensa Y Justicia
2 Fluminense
2 LDU De Quito
2 Boca Juniors
2 Always Ready
2 Racing Club
2 Cerro Porteno
2 Atletico Nacional
3 Rentistas
3 Independiente Del Valle
3 Olimpia
3 Real Esppor Club
3 Velez Sarsfield
3 Santos
3 Club Nacional
3 Santa Fe
4 Union La Calera
4 Sporting Cristal
4 Universitario
4 The Strongest
4 America De Cali
4 Deportivo Tachira FC
4 U. Catolica
4 Junior
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
4 2 1 1 0 3 2 1 EV
7 3 2 1 0 7 2 5 EVV
9 3 3 0 0 10 3 7 VVV
3 2 1 0 1 4 2 2 DV
6 2 2 0 0 5 0 5 VV
9 3 3 0 0 7 0 7 VVV
6 2 2 0 0 4 0 4 VV
9 3 3 0 0 10 5 5 VVV
4 3 1 1 1 5 3 2 EVD
4 2 1 1 0 3 2 1 EV
4 3 1 1 1 7 6 1 EVD
6 3 2 0 1 3 1 2 VVD
3 2 1 0 1 3 2 1 VD
4 2 1 1 0 3 2 1 EV
4 3 1 1 1 2 4 -2 VED
4 2 1 1 0 6 4 2 VE
1 2 0 1 1 1 3 -2 ED
1 2 0 1 1 1 6 -5 ED
3 2 1 0 1 4 4 0 DV
2 2 0 2 0 1 1 0 EE
3 3 1 0 2 5 6 -1 DDV
3 3 1 0 2 5 4 1 DDV
1 2 0 1 1 4 6 -2 DE
1 2 0 1 1 2 3 -1 ED
1 3 0 1 2 3 8 -5 EDD
0 2 0 0 2 1 5 -4 DD
0 2 0 0 2 2 6 -4 DD
0 3 0 0 3 0 10 -10 DDD
0 2 0 0 2 1 4 -3 DD
3 2 1 0 1 3 6 -3 VD
0 2 0 0 2 0 4 -4 DD
1 2 0 1 1 2 3 -1 ED