30/6/2022 13:43

Conselho do Corinthians faz as contas para acertar as dívidas com a Caixa sem afetar o departamento de futebol

Rozallah Santoro, executivo que trabalhou por 20 anos em bancos, analisa termos aprovados no Conselho para pagamento do financiamento do estádio

Dois dias após a aprovação unânime do Conselho Deliberativo do Corinthians do novo acordo do clube com a Caixa Econômica Federal, para o pagamento do financiamento da Neo Química Arena, o podcast "ge Corinthians" ouviu um dos conselheiros que esteve na reunião para analisar os termos.



Formado em Engenharia pela Universidade de São Paulo e com pós-graduação em Mercado Financeiro, Rozallah Santoro trabalhou por 20 anos como executivo em bancos, é um dos fundadores do "Movimento Corinthians Grande" e está em seu primeiro mandato como conselheiro.

Rozallah elogiou o trabalho feito pelo departamento financeiro do Timão, que foi responsável pela apresentação ao Conselho, e fez sua análise sobre o acordo:

– Quando teve a ação da Caixa sobre o Corinthians, a dívida que a Caixa reclamava em agosto de 2019 estava em R$ 480 milhões e era cobrada uma multa de 10% de adicionais pelo ajuizamento da execução. Até janeiro de 2022, esse saldo devedor foi atualizado para R$ 611 milhões. Neste novo acordo, o clube tem um ano de carência para começar a pagar os juros, então vai começar em janeiro de 2023, e depois fiquei em dúvida se em janeiro de 2025 ou 2026 começa a pagar o valor principal. Esses pagamentos vão até dezembro de 2041. Estamos falando de 20 anos para frente.

– Fazer um acordo nunca é bom, já quer dizer que a gente não cumpriu alguma coisa. E aí você tem de ceder algumas coisas para ter o meio termo. O que mais chama a atenção de quem analisa é a questão da indexação. A gente tinha uma dívida com a Caixa que tinha como base a linha de incentivo para os estádios da Copa, que tinha uma taxa de juros contratual de TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo) + 3,6% ao ano. E foi renegociada para CDI (Certificado de Depósito Interbancário) + 2%. Para dar uma ideia do impacto, o primeiro ano de projeção de TJLP + 3,6% ficaria na casa de 10,5% ao ano. O CDI para esse ano já está nos 13,5%. Com mais 2%, ele está nos 15,5%. Então são 5% a mais de juros por ano. Em cima de R$ 611 milhões, quando a gente começar a pagar os juros em janeiro de 2023, já serão R$ 30 milhões a mais do que era na taxa original.

O Corinthians vai arcar com parcelas trimestrais, segundo informado na reunião do Conselho. A projeção é que o valor anual, na soma dos trimestres, seja algo na casa de R$ 70 milhões ao ano.

– Se somarmos todas as parcelas que serão pagas, vai dar algo na casa de R$ 1,5 bilhão ao longo dos 20 anos. Esse é o tamanho da encrenca. Claro que é muito melhor ter um acordo ruim do que uma boa briga. A aprovação foi unânime por, na minha opinião, não haver outra opção.

O Corinthians conta com R$ 300 milhões vindos da receita dos naming rights da Arena ao longo dos próximos 19 anos, pagos pela Hypera Pharma. O valor é atualizado de acordo com o índice IGP-M (Índice Geral de Preços de Mercado).

– A projeção que a gente (grupo de conselheiros) faz é que a diferença de quanto se recebe do naming rights para o que vamos pagar de parcela por ano será na casa de R$ 50 milhões a R$ 60 milhões. É alto. Mas tudo vai depender muito das outras receitas que o clube conseguir fazer com a Arena.

Entre as receitas da Arena estão a bilheteria, a venda de camarotes, os acordos de patrocínio e o aumento de uso no dia a dia, com a oferta de academia, clínica médica, lojas e outros parceiros.

Segundo informações repassadas aos conselheiros, o acordo que passou pelo Conselho Deliberativo está pré-aprovado na Caixa, mas ainda depende de homologação. Isso deve acontecer num prazo de dois a três meses para que o documento seja assinado junto com a Caixa.


– Não é um tema fácil. Por mais que a gente torça para que isso dê certo, tudo o que se apresenta nos leva a acreditar que em três ou quatro anos teremos de sentar de novo para aprovar um novo acordo. Salvo alguma mudança radical na capacidade da Arena gerar suas próprias receitas – projetou.

A diretoria do Corinthians, até o momento, não falou sobre o novo acordo da Caixa. Em nota oficial, o clube apenas celebrou a aprovação de seus conselheiros.

Veja a nota:
"O Sport Club Corinthians Paulista informa que, por unanimidade, os membros de seu Conselho Deliberativo aprovaram os termos do acordo entre o clube e a Caixa Econômica Federal, em reunião realizada nesta segunda-feira (27), na sede do Parque São Jorge.

O acordo se destina a quitar pendências referentes ao financiamento para a construção da Neo Química Arena."



Corinthians, 2022, Itaquera, Caixa, Neo-Química Arena



VEJA TAMBÉM
- 5 notícias do Corinthians hoje que bombaram (11/08)
- "Acreditamos nele", diz presidente do Santos sobre Luan
- Neto diz estar com pena de Luan

LEIA TAMBÉM: Róger Guedes ou Jô? Em funções diferentes, jogadores lutam por posição no Corinthians

LEIA TAMBÉM: Insatisfação, protesto e cobranças, veja como surgiu a crise no Corinthians

LEIA TAMBÉM: Corinthians inicia Brasileirão em crise, mas tem potencial de evolução












699 visitas - Fonte: globoesporte.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Natan Silva     

Minha opinião eles pidiam tentar abrir uma vaquinha pra quem tivesse condições de ajudar para kitar logo essa fivida mas eles nao quer ne fazer oq

Bene Cavalcante     

Resumindo caros corinthianos! Essa dívida é impagável; nós nunca vamos ver essa arena paga. Essa dívida da arena é igual a dívida externa do Brasil. 611 milhões correndo juros todo fia não há condições de ser paga. É conversa pra boi dormir.

Durval Carrara     

tem informação errada em algum lugar ...o acordo estabeleceu o valor limite de 38 milhões por ano que subtraindo os 15 milhões da HyperFarma resultaria em 18 milhões por ano ...

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Qua - 21:30 - Neo Quimica Arena - Globo,premiere
Corinthians
Coritiba

Último jogo - Brasileiro

Dom - 18:00 - Mineirão
Atlético-MG
Corinthians
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota
Untitled Document
Classificação
1 Corinthians
2 Inter De Limeira
3 Santo André
4 Botafogo Sp
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
25 12 7 4 1 17 9 8 EVVEV
18 12 6 0 6 8 12 -4 VVVDV
13 12 3 4 5 9 13 -4 DEDVV
12 12 2 6 4 10 15 -5 DEVEE
Untitled Document
Classificação
1 River Plate
1 Atletico-MG
1 Palmeiras
1 Internacional
1 São Paulo
1 Barcelona SC
1 Argentinos JRS
1 Flamengo
2 Defensa Y Justicia
2 Fluminense
2 LDU De Quito
2 Boca Juniors
2 Always Ready
2 Racing Club
2 Cerro Porteno
2 Atletico Nacional
3 Rentistas
3 Independiente Del Valle
3 Olimpia
3 Real Esppor Club
3 Velez Sarsfield
3 Santos
3 Club Nacional
3 Santa Fe
4 Union La Calera
4 Sporting Cristal
4 Universitario
4 The Strongest
4 America De Cali
4 Deportivo Tachira FC
4 U. Catolica
4 Junior
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
4 2 1 1 0 3 2 1 EV
7 3 2 1 0 7 2 5 EVV
9 3 3 0 0 10 3 7 VVV
3 2 1 0 1 4 2 2 DV
6 2 2 0 0 5 0 5 VV
9 3 3 0 0 7 0 7 VVV
6 2 2 0 0 4 0 4 VV
9 3 3 0 0 10 5 5 VVV
4 3 1 1 1 5 3 2 EVD
4 2 1 1 0 3 2 1 EV
4 3 1 1 1 7 6 1 EVD
6 3 2 0 1 3 1 2 VVD
3 2 1 0 1 3 2 1 VD
4 2 1 1 0 3 2 1 EV
4 3 1 1 1 2 4 -2 VED
4 2 1 1 0 6 4 2 VE
1 2 0 1 1 1 3 -2 ED
1 2 0 1 1 1 6 -5 ED
3 2 1 0 1 4 4 0 DV
2 2 0 2 0 1 1 0 EE
3 3 1 0 2 5 6 -1 DDV
3 3 1 0 2 5 4 1 DDV
1 2 0 1 1 4 6 -2 DE
1 2 0 1 1 2 3 -1 ED
1 3 0 1 2 3 8 -5 EDD
0 2 0 0 2 1 5 -4 DD
0 2 0 0 2 2 6 -4 DD
0 3 0 0 3 0 10 -10 DDD
0 2 0 0 2 1 4 -3 DD
3 2 1 0 1 3 6 -3 VD
0 2 0 0 2 0 4 -4 DD
1 2 0 1 1 2 3 -1 ED