18/1/2021 23:34

Mancini diz que goleada em Dérbi “dói demais” e revela cobranças em vestiário do Corinthians

Técnico afirma que Timão não marcou Palmeiras, mas vê 4 a 0 como "acidente de percurso"

O técnico Vagner Mancini reconheceu a má atuação do Corinthians na goleada sofrida por 4 a 0 para o Palmeiras, na noite desta segunda-feira, no Allianz Parque, e afirmou que a derrota no Dérbi "dói demais".



Apesar de admitir problemas individuais e coletivos, Mancini tentou evitar um cenário de terra arrasada após o clássico. Para ele, o que houve foi um "acidente de percurso".

Após o jogo do Flamengo (derrota por 5 a 1), eu disse que seria um divisor de águas e acabou sendo. Depois tivemos uma derrota para o América-MG e partir daí a equipe rendeu o esperado. Hoje classifico também como acidente de percurso. O Palmeiras jogou o seu futebol, o Corinthians que esteve muito abaixo e foi sacrificado com alguns gols que normalmente nossa equipe não vem tomando, e isso acabou beneficiando o Palmeiras. Temos que entender e enxergar o cenário, é mais um divisor de águas para que a gente reajuste a equipe. Vi um Corinthians distante em concentração, em comprometimento no que é o nosso forte que é o sistema ajustado e organizado, por isso sofremos – analisou o treinador, antes de prosseguir:

Levamos o segundo gol muito no final do primeiro tempo e o terceiro muito no começo do segundo tempo, o que contribuiu para que as coisas ficassem mais difíceis. Num clássico onde você joga e sabe que do outro lado é um rival, tem que estar atendo a tudo na partida, nossa leitura de jogo demorou muito. Até iniciamos bem, mas ao longo do jogo ficamos bem distantes do que temos visto nos jogos do Corinthians – analisou.

Em entrevista coletiva, o comandante alvinegro também comentou o clima no vestiário alvinegro após a partida. Sem citar nomes, Mancini contou que houve cobranças entre os atletas.

Nosso vestiário pós-jogo foi de muita conversa, olho no olho, dedo em riste no momento em que tinha que ter. Há um dia a dia saudável, mas de cobrança. Com a cobrança, todos sabem a importância de assimilar o golpe, o futebol não é feito só de vitórias, derrota contra um dos maiores rivais nos faz sentir muito. Mas daqui a quinta vamos reverter o quadro emocional e e equipe vai entrar forte novamente contra o Sport – opinou o treinador, já projetando o duelo da próxima quinta-feira, às 21h, na Neo Química Arena.

Abatido pela goleada sofrida, Mancini evitou falar sobre carências do elenco:

Eu não tenho dúvida de que qualquer equipe necessita de reforços. Não é depois de uma derrota que vamos abrir ou escancarar as coisas. Dói demais uma derrota dessas. É difícil vir aqui, dar entrevista e falar porque a gente fica muito chateado. Mas não temos tempo para isso. Quinta vamos jogar novamente. É necessário que esses mesmos atletas que fizeram grande jogo contra o Fluminense não sejam detonados hoje. Demos ao Palmeiras muitas chances de gol e isso não vinha acontecendo. Temos que corrigir o mais rápido possível para chegar no nosso objetivo que é uma vaga na Libertadores.

Com a derrota no Dérbi, o Corinthians fica na nona colocação do Brasileirão, com 42 pontos, oito a menos que o Grêmio, sexto colocado, e cinco atrás do Fluminense, que é o sétimo.

Confira abaixo outros trechos da entrevista coletiva de Vagner Mancini:

O que mais assustou?

Não se trata de assustar, a gente que convive com futebol sabe que isso pode acontecer. Não deve acontecer, mas pode. Hoje não foi um dia feliz do Corinthians, a gente teve no plano tático alguns erros que influenciaram a partida, o Corinthians teve alguns errinhos individuais também que contribuíram para isso. Neste momento é ter calma, respirar fundo, sabemos que fizemos um jogo muito abaixo do que se pode fazer e que as coisas acabaram não dando certo, por isso acabou sendo elástico o placar. Temos um jogo na quinta-feira e lógico que daqui até lá, além de acertar o que foi visto de errado, temos que emocionalmente fazer o time entrar reequilibrado para render o que a gente espera.

Defesa
Olha, na verdade, o Corinthians não conseguiu marcar. Não é que marcamos mal. Não marcamos. Elaboramos uma estratégia de marcar alto e não deixar eles saírem jogando ou marcar baixo. Marcamos na parte central atraídos pelo Palmeiras. Onde o jogo fica perigoso. Marcar time encaixado, veloz, em gramado sintético no meio-campo, você não tem como fazer uma marcação porque a linha está alta e Weverton também sabe jogar. Time começou bem, mas fez péssima leitura de jogo, achou que dava para marcar algo e acabou sendo goleado. Muito fruto do que fizemos de errado, nossa leitura não foi boa hoje, sem tirar méritos do Palmeiras. Isso acontece? Acontece. Mas não pode ser contra time rival. Demos chances a eles, marcamos mal. Pior jogo. Jogou pior que no 5 a 1 do Flamengo. Serão feitos ajustes. Todos perdem juntos. Eu fui mal, atletas foram mal, coletivo foi mal e vamos reagir. Vai ter reação.

5 a 0 sobre o Fluminense destoou?
Em partes, sim. Acho que o Corinthians não é supertime e nem é fraco. Estamos em recuperação, muita coisa precisa ser ajustada e eu disse isso após o jogo contra o Fluminense. Pés no chão. Ajustes são necessários mesmo com time que vem muito bem, o que não é nosso caso na temporada. Temos que entender que não somos tão bons como fomos citados após o Flu e nem tão ruins como hoje. São estratégias, o que é feito e pensado para culminar no resultado final. Jogamos mal hoje? Jogamos. Você ganha de 5 a 0 e depois perde de 4 a 0 é claro que gera uma dúvida nas pessoas. Mas estamos numa crescente e não podemos ter dúvida. Precisamos fazer bom jogo na quinta para mostrar que foi um acidente de percurso. É preciso enxergar que nosso time pode jogar muito mais do que jogou na partida de hoje.

Erros apontados por Fábio Santos
Nossa estratégia era marcar adiantado ou bloco baixo. Quando ficamos no centro do campo fazendo meia pressão, tivemos que esticar nossa equipe jogando em 60 ou 70 metros. Quando tomamos o gol, eu estava esperando o intervalo para justamente arrumar isso. Aí tomamos o gol aos 45. Falo no vestiário. Aí tomamos o gol de novo no começo do segundo tempo. O que foi montado não foi bem executado. Decisões dentro de campo e péssima leitura de campo. Às vezes, você tem a maioria dos jogadores tomando decisões acertas e outras vezes coletivamente decisões mal feitas, mal tomadas. Pode acontecer? Pode. Porque jogamos futebol. Mas não deve acontecer diante de um rival, clássico, importante. São ingredientes para sentar, conversar e mostrar aos atletas que o que foi planejado deveria ter sido feito. Acho que os 25 minutos iniciais tivemos uma supremacia na partida influenciou para uma postura de marcar no centro do campo. Algo que nos custou caro.

Corinthians briga pelo que?
Brigamos pela Libertadores, não mudei meu foco, não é um obstáculo que vai fazer com que a gente mude ou desista do que está na nossa frente. Temos 27 pontos em disputa e vamos atrás da vaga na Libertadores. Lá atrás era outro objetivo, com as vitórias em sequência botamos outro objetivo então vamos desistir. Por mais que agente sinta a derrota, nossa torcida também está chateada, vamos focar ainda mais, nos concentrar ainda mais para que isso não volte a acontecer.

Fragilidade tática e emocional
Não, não concordo, o Corinthians não esteve numa noite feliz, foi goleado num jogo, dói, machuca, mas vamos dar a volta por cima novamente. Já vivemos isso no campeonato e a equipe reagiu muito bem. Nosso dia a dia é de cobrança, mas saudável, para quinta vamos dar resposta significativa. Faz parte do futebol. Temos que entender, muita gente a gente não aceita, hoje foi assim, não aceitamos, mas vamos achar uma solução para ir melhor na quinta e seguir no nosso objetivo.



Peso da derrota
Recentemente eu disse que nossa equipe estava em recuperação, o Corinthians ainda precisa de ajustes. O jogo de hoje mostrou muitos erros da equipe, a gente assume isso. É importante quando joga mal vir aqui e falar que jogou mal mesmo, que não fez o que vinha fazendo e por isso foi derrotado. Quando você enxerga e assume seus erros está aberto para uma melhora, uma recuperação. Isso continua. Nosso foco ainda é a Libertadores. O importante é saber o que o grupo necessita neste momento em termos emocionais para o grupo se recupera e voltar a joga bem, com consistência, o que não vimos hoje.




Corinthians, Mancini, Derrota, Dérbi, Coletiva, Cobrança, Timão



LEIA TAMBÉM: Corinthians busca destino para Luan e mais sete jogadores e negocia renovações de Cazares e Jemerson

LEIA TAMBÉM: Conversa para a saída de Boselli e vestiário no Dérbi: SporTV lança minissérie de bastidores inéditos da 'Era Mancini'






3036 visitas - Fonte: Globoesporte.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Marco Antônio     

Mancine falar que teve uns errinhos o tempo todo errou feio Cássio ja deu o que tinha que dar cruzando a bola no meio ñ acertou uma,melhor perder para o 13 da Paraiba do que perder para porcada resumindo time intenota 0,0

Sebastiao Godoi     

Alô nação corintiana não é só raça e vontade de ganhar o Corinthians não um jogador que desequilibra o adversário o Mancini está tirando leite de pedra ele escala 11 para jogar tudo meia boca aí olha para o banco de reservas não tem condições tudo pé de rato

Clebão LHP     

Vai p o inferno vc e esses jogadores, envia 5 no tapetense e apanhar desse jeito do maior rival no jogo seguinte, vcs são tds uns fdp''s quem sofre somos nóis, contra esse time lazarento não pôde perder desse jeito entregue, tem q jogar o jogo da vida seus merdas!!!

Não é hora pra crítica,vamos lamber as feridas e continuar nossa reação no campeonato pois o trabalho está sendo muito bom.

Leandro Leandro     

Por amor de Deus tira essa cassio blz cara frango da pora

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Dom - 18:00 - Nabi Abi Chedid - Premiere
RB Bragantino
Corinthians

Último jogo - Brasileiro

Qui - 21:30 - Beira-Rio
Internacional
0 0
Corinthians
Untitled Document
Classificação
1 Flamengo
2 Internacional
3 Atletico-MG
4 São Paulo
5 Fluminense
6 Grêmio
7 Palmeiras
8 Santos
9 Atletico Paranaense
10 Bragantino
11 Ceará
12 Corinthians
13 Atletico Goianiense
14 Bahia
15 Sport Recife
16 Fortaleza EC
17 Vasco DA Gama
18 Goiás
19 Coritiba
20 Botafogo
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
71 38 21 8 9 68 48 20 VEVVD
70 38 20 10 8 61 35 26 EDVDE
68 38 20 8 10 64 45 19 DEEVV
66 38 18 12 8 59 41 18 EVEDV
64 38 18 10 10 55 42 13 VEVEV
59 38 14 17 7 53 40 13 EVDVD
58 38 15 13 10 51 37 14 VDEED
54 38 14 12 12 52 51 1 EVVED
53 38 15 8 15 38 36 2 EEVDV
53 38 13 14 11 50 40 10 VEEEV
52 38 14 10 14 54 51 3 DEDVV
51 38 13 12 13 45 45 0 EDDEE
50 38 12 14 12 40 45 -5 DEDEV
44 38 12 8 18 48 59 -11 DEEVV
42 38 12 6 20 31 50 -19 VVEDD
41 38 10 11 17 34 44 -10 VVDDD
41 38 10 11 17 37 56 -19 DDDEV
37 38 9 10 19 41 63 -22 VEVED
31 38 7 10 21 31 54 -23 DDVDD
27 38 5 12 21 32 62 -30 DDDVD
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota
Untitled Document
Classificação
1 Bragantino
2 Corinthians
3 Guarani Campinas
4 Ferroviária
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
23 12 7 2 3 18 9 9 VVVVV
17 12 4 5 3 15 10 5 EEEVV
16 12 4 4 4 16 14 2 EVVDD
15 12 3 6 3 13 9 4 VEEEV
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS