3/12/2020 08:06

Defesa do Corinthians consegue feito inédito no Brasileiro, mas ataque ainda sofre

Pela primeira vez no Brasileirão, o Corinthians conseguiu ficar três jogos seguidos sem sofrer gols. O feito inédito, porém, não foi suficiente para vencer o Fortaleza, no Castelão, e o Timão chegou ao seu sétimo empate por 0 a 0 na temporada.

Se por um lado é incontestável a evolução defensiva do Corinthians desde a chegada de Vagner Mancini, por outro ainda é gritante a dificuldade da equipe em propor o jogo e encontrar espaços contra adversários bem fechados. Em apenas uma das 11 partidas com o treinador, o Timão conseguiu fazer mais de um gol.

Desta vez, embora tenha passado ileso, o Corinthians sofreu sustos e foi salvo por Cássio e pela falta de qualidade do rival para finalizar.

Mesmo em casa, o Fortaleza adotou uma postura reativa e esperou o adversário em seu campo. A estratégia era clara: atrair o Corinthians e explorar a velocidade de seus atacantes. Em certa medida, é possível dizer ela que funcionou. O Timão tinha mais a bola, mas pouco fazia com ela. Pior, ainda dava brechas para contra-ataques, sobretudo no lado direito, onde Otero demorava a fazer a recomposição e Marllon teve atuação insegura.

O Corinthians começou mal, mas cresceu a partir da segunda metade do primeiro tempo e foi para o intervalo empatado em finalizações: 5 x 5.

No início, Gabriel foi o responsável por afundar entre os zagueiros e ajudar na iniciação das jogadas. Percebendo que ele não conseguia quebrar linhas, Mancini mudou: recuou Cantillo, mais qualificado nos passes e lançamentos, e liberou o outro volante.


Mesmo assim, a evolução foi tímida. O Timão contava com jogadores que atrasavam as jogadas, seja com um toque a mais na bola, um domínio mal executado, um passe sem tanta força... Gabriel, Cantillo, Otero e Luan não davam fluidez ao jogo.

Diferentemente do que aconteceu contra o Coritiba, na semana passada, a dobradinha entre Fábio Santos e Lucas Piton pela esquerda não deu tão acerto, até porque o veterano tinha mais obrigações defensivas dessa vez.

Para o segundo tempo, Mancini não mexeu nas peças, mas alterou o desenho tático. Ele segurou mais os laterais e liberou os atacantes de lado para marcarem mais em cima. Ainda assim, David conseguiu ser lançado nas costas da defesa aos 6 minutos e sair cara a cara com Cássio - o atacante acabou se atrapalhando com a bola.

O Corinthians seguiu com muita posse, mas inspiração escassa. Jô participava pouco da partida, e nenhum dos homens de meio arriscava dribles ou jogadas individuais. Também não havia espaço para chutes de média e longa distância.

O treinador demorou a mexer, mas quando o fez, a partir dos 17 minutos, trocou todo o meio de campo. Mais uma vez não vimos Cazares e Luan juntos, algo que Mancini, mesmo com 10 dias para treinar até o próximo jogo, ainda não vê como possível, como explicou na entrevista.

Apesar de não ter feito por merecer a vitória, o Corinthians tem razão ao reclamar da atuação do árbitro Bráulio da Silva Machado. Pela sexta vez no Brasileirão, a equipe terminou o jogo sem os 11 jogadores. O cartão vermelho de Jô foi o 10º na temporada.

Alguns problemas foram corrigidos, mas muitos ainda se repetem - até por serem estruturais, fruto da montagem de elenco desequilibrada. Sem conseguir embalar, o Timão deve se contentar em escapar do rebaixamento e com algumas pequenas conquistas. Derrotar o São Paulo, na próxima semana, e atrapalhar o rival na busca pelo título pode ser uma delas. Para isso, entretanto, vai ser preciso jogar mais. O clássico será dia 13, às 18h15, na Neo Química Arena.





Corinthians, Brasileirão, Análise



LEIA TAMBÉM: Vai voltar? Corinthians faz sondagem para que ídolo do clube seja o novo técnico do time sub-23

LEIA TAMBÉM: Com dois clubes, Mancini tem mesma pontuação do que Santos no Brasileirão






759 visitas - Fonte: Globo Esporte

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Edynaldo Leite     

Epico é esse seu portugues

Kauan Alves     

Mano ah defesa bo meu Corinthians me surpreendeu, so dava Cássio gil eh Fagner na defesa, nao tinha oh Marllon tbm jogo bem, fez dizarme mais não como oh Gil eh oh Fagner, oh outro lateral tbm jogou benzão Fabio Santos, oh ataque tbm... Bom é oh time jogou muito bem ontem em comparação doa últimos jogos mais esse foi épico

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Qui - 21:00 - Neo Química Arena - Premiere
Corinthians
Sport

Último jogo - Brasileiro

Seg - 19:00 - Allianz Parque
Palmeiras
4 0
Corinthians
Untitled Document
Classificação
1 São Paulo
2 Atletico-MG
3 Flamengo
4 Internacional
5 Grêmio
6 Palmeiras
7 Fluminense
8 Santos
9 Corinthians
10 Ceará
11 Atletico Paranaense
12 Atletico Goianiense
13 Bragantino
14 Fortaleza EC
15 Sport Recife
16 Bahia
17 Vasco DA Gama
18 Goiás
19 Botafogo
20 Coritiba
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
56 27 16 8 3 47 22 25 VVDVV
49 27 15 4 8 46 34 12 VEVDV
49 26 14 7 5 46 35 11 VVVVE
47 27 13 8 6 41 26 15 EEVVV
45 26 11 12 3 35 22 13 VVEEV
44 26 12 8 6 37 25 12 VEVDV
40 27 11 7 9 37 31 6 EVEDD
39 27 10 9 8 38 35 3 VEDDE
39 27 10 9 8 30 30 0 VEVVV
36 27 9 9 9 38 37 1 VVDVE
34 27 10 4 13 24 28 -4 DDDVV
34 27 8 10 9 25 32 -7 EDVVD
31 27 7 10 10 31 31 0 EEVDD
31 27 7 10 10 24 25 -1 EEDDE
29 27 8 5 14 23 36 -13 DDVED
28 27 8 4 15 33 48 -15 DDDDD
28 26 7 7 12 26 39 -13 DDEVD
23 27 5 8 14 27 42 -15 DVEDV
23 27 4 11 12 25 39 -14 DDDVD
21 27 5 6 16 21 37 -16 DEDDD
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota
Untitled Document
Classificação
1 Bragantino
2 Corinthians
3 Guarani Campinas
4 Ferroviária
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
23 12 7 2 3 18 9 9 VVVVV
17 12 4 5 3 15 10 5 EEEVV
16 12 4 4 4 16 14 2 EVVDD
15 12 3 6 3 13 9 4 VEEEV
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS