9/8/2020 09:21

Corinthians melhorou, mas sabe que apenas raça e camisa não vão bastar

Timão de Tiago Nunes superou as expectativas após a paralisação e quase levantou mais um título paulista, porém deixou claro que há uma limitação na qualidade do elenco

A recuperação do Corinthians no Paulistão e no segundo jogo da decisão contra o Palmeiras são heroicas, e mostraram que houve evolução em comparação com o que foi apresentado em termos de resultado e desempenho na primeira parte da temporada, mas isso também deixou mais claro que para alcançar voos maiores, será necessário muito mais do que raça e camisa pesada.



Antes da pandemia de coronavírus provocar a paralisação no futebol brasileiro, o Timão passava por uma fase terrível, embora tem sido considerada natural pela mudança drástica na filosofia de trabalho no clube, mesmo assim a eliminação na Copa Libertadores e o risco de eliminação (e rebaixamento) no Paulistão eram merecidos pelo que era apresentado. O time vinha em queda livre, sem apresentar qualquer melhora e pausa acabou sendo um alívio.

Com tempo de trabalho, longe da pressão dos resultados, da cobrança dos torcedores e da análise da imprensa, já que não havia partidas a serem jogadas, Tiago Nunes conseguiu reunir seu elenco para refletir e reorganizar aquilo que foi feito no primeiro semestre. De uma forma ou de outra, o comandante viu que seria necessário se adaptar ao modelo antigo de jogo em um primeiro momento para poder avançar naquilo que pensa de futebol.

A estratégia acabou dando certo, o time voltou da parada mais consistente, mais compacto e com uma defesa mais segura, exceto pelo Dérbi da retomada, em que Cássio salvou o time. No entanto, a invencibilidade nesse período e o fato de ter tomado apenas um gol, mostram a melhora. Além disso, Tiago Nunes contou com o velho peso da camisa alvinegra, que é gigante, e com a raça de um time acostumado a decisões nas últimas temporada.

No entanto, tanto no primeiro semestre, quanto nesta retomada, uma coisa ficou bem clara: há uma grande limitação de qualidade no elenco e, aparentemente, até mesmo no que o time pode oferecer. Contra o Palmeiras, na decisão do último sábado, se não é a estrela enorme de Jô, ficaria ainda mais nítido que a equipe havia atingido o máximo que poderia oferecer. As mexidas de Tiago Nunes indicavam isso, e as respostas em campo idem.

Se mesmo com Yony González a carência de um jogador de velocidade que quebre as linhas já era evidente, sem o colombiano a situação ficou pior. A opção do treinador corintiano para tentar virar o jogo sobre o rival foi colocar Araos, um meio-campista, e Everaldo, que ainda não se firmou na equipe. Há ainda Janderson e Léo Natel, mas também não ganharam a confiança necessária. A verdade é que faltam mais atletas decisivos além de Jô e Cássio.

Para o Campeonato Brasileiro, enfrentando um nível mais alto de adversários, é difícil imaginar que o Corinthians consiga pensar em posições no topo da tabela com o elenco que dispõe atualmente, principalmente pela maratona de jogos que será imposta. Sem qualidade e com poucas opções confiáveis para encarar esse desafio, não bastará ter o peso da camisa e a entrega dos atletas.



Corinthians, Paulistão, Timão, SCCP





LEIA TAMBÉM:Com seis estrangeiros, Corinthians terá de abrir mão de um por partida


LEIA TAMBÉM:Timão faz treino tático com foco defensivo de olho no duelo com o Atlético-GO




885 visitas - Fonte: Lance

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Vendeu o lateral esquerdo CARLOS só falta comprar mais volantes ou zagueiro isso é se não contratar jogadorzinho que nao consegue jogar com essa camisa

Paulo Moreira     

Tem q contratar uns 5 jogadores bom q chega pra jogar

Além da raça tem que ter técnica e muitos jogadores que la estão sao fracos

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileirão

Qua - 21:30 - Neo Química - Globo
Corinthians
Atlético-GO

Último jogo - Brasileirão

Qua - 21:30 - Ilha do Retiro - Recife
Sport
1 0
Corinthians
Untitled Document
Classificação
1 Internacional
2 Atletico-MG
3 São Paulo
4 Vasco DA Gama
5 Flamengo
6 Palmeiras
7 Santos
8 Fluminense
9 Ceará
10 Fortaleza EC
11 Corinthians
12 Atletico Goianiense
13 Grêmio
14 Atletico Paranaense
15 Sport Recife
16 Bahia
17 Botafogo
18 Goiás
19 Coritiba
20 Bragantino
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
20 10 6 2 2 15 6 9 VEEVD
18 9 6 0 3 14 9 5 DVVDV
18 10 5 3 2 13 11 2 VDVEE
17 9 5 2 2 15 9 6 DEVDV
17 10 5 2 3 13 13 0 VVVVD
17 9 4 5 0 13 8 5 EEVVE
15 10 4 3 3 14 12 2 DEVVE
14 10 4 2 4 12 13 -1 VEDDV
13 10 4 1 5 10 12 -2 VVDDV
12 10 3 3 4 10 9 1 VDDVE
12 10 3 3 4 15 16 -1 VEDDV
12 9 3 3 3 9 11 -2 DEEVV
12 9 2 6 1 8 6 2 EDEVE
11 10 3 2 5 8 10 -2 DEDEV
11 10 3 2 5 10 13 -3 DVVDE
9 10 2 3 5 12 18 -6 DEDDD
9 9 1 6 2 9 11 -2 DEEED
8 8 2 2 4 11 13 -2 VDDEV
8 10 2 2 6 7 12 -5 VEDED
7 10 1 4 5 10 16 -6 DEDED
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota