6/8/2020 17:51

Especialista explica dívida de quase R$ 500 milhões com a Receita Federal: "Discussão bem particular"

A Receita Federal cobra do Corinthians uma dívida no valor de mais de R$ 487 milhões (caso que está sendo investigado pelo Ministério Público Federal por causa de um possível pagamento de propina a um juiz federal). A situação dos débitos, porém, não é tão simples quanto parece.



LEIA TAMBÉM: Elenco do Corinthians realiza testes de Covid-19 no CT antes da final do Paulistão


De acordo com Rafael Pandolfo, advogado especialista em Direito Tributário e colunista do site Lei em Campo, trata-se de uma situação "particular" envolvendo o clube do Parque São Jorge, que pode não ser obrigado a pagar tal dívida. Ele explica a situação.

"Os clubes possuem um regime tributário de não recolhimento de boa partes dos tributos. Para ter essa isenção, você precisa cumprir certas obrigações permanentemente. O que existiu no caso, ao que parece, foi uma suspensão da isenção do Corinthians. A suspensão pode decorrer de uma convicção de que o clube tem que pagar tributo e, se for isso, no meu modo de ver está equivocado", disse o advogado, que falou sobre a possibilidade do débito não ser pago.

"Essa dívida não é uma dívida que vem sendo acumulada. É uma dívida que decorre de um desenquadramento do Corinthians como clube isento, então é uma discussão bem particular. Se o Corinthians tiver que pagar esses tributos, para se ter uma ideia, só o Corinthians pagará".

Athletico-PR e São Paulo foram autuados por motivos semelhantes ao do Corinthians e ganharam seus processos, pois a discussão girava em torno do clube ser ou não empresa. Rafael Pandolfo abordou também a perda de prazo pelo lado corintiano, devido ao não recebimento da intimação eletrônica.

"Sobre a perda de prazo, a equipe paulista alega que não tem endereço de correio eletrônico junto à Receita Federal. Disto isso, o Corinthians alega que não foi um ato de desatenção", afirmou o advogado.

Em relação ao panorama geral das equipes brasileiras, Pandolfo fala sobre o tamanho do prejuízo com a pandemia de COVID-19 e também dá motivos para os problemas tributários.

"Se eu fosse elencar motivos que geraram esse passivo todo aos clubes, eu diria que: em primeiro lugar, um mercado concorrencial onde cada vez se paga mais pelos jogadores, você tem que prestar satisfação a sua torcida e um discurso de gestão muitas vezes não é compreendido", explicou.



"Os clubes passam por uma crise muito grande em função da pandemia. Muitos deles tem valores de tributos que não conseguem pagar, pois a prioridade é pagar a folha".


Corinthians, Especialista, Dívida, Receita Federal, Andrés, Financeiro, Timão





LEIA TAMBÉM:Elenco se irrita com protesto e Corinthians se defende por não ter evitado torcedores

LEIA TAMBÉM:Vários jogadores do Corinthians têm sofrido ameaças pela internet




1482 visitas - Fonte: ESPN

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileirão

Qua - 21:30 - Ilha do Retiro - Recife - Globo
Sport
Corinthians

Último jogo - Brasileirão

Qua - 21:30 - Neo Química Arena
Corinthians
Bahia
Untitled Document
Classificação
1 Atletico Paranaense
2 Internacional
3 Atletico-MG
4 Grêmio
5 Atletico Goianiense
6 Vasco DA Gama
7 Bahia
8 São Paulo
9 Sport Recife
10 Bragantino
11 Botafogo
12 Palmeiras
13 Ceará
14 Fluminense
15 Santos
16 Corinthians
17 Goiás
18 Coritiba
19 Fortaleza EC
20 Flamengo
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
6 2 2 0 0 4 1 3 VV
6 2 2 0 0 3 0 3 VV
6 2 2 0 0 4 2 2 VV
4 2 1 1 0 2 1 1 VE
3 1 1 0 0 3 0 3 V
3 1 1 0 0 2 0 2 V
3 1 1 0 0 1 0 1 V
3 1 1 0 0 1 0 1 V
3 2 1 0 1 3 4 -1 VD
2 2 0 2 0 2 2 0 EE
1 1 0 1 0 1 1 0 E
1 1 0 1 0 1 1 0 E
1 2 0 1 1 3 4 -1 DE
1 2 0 1 1 1 2 -1 DE
1 2 0 1 1 1 3 -2 ED
0 1 0 0 1 2 3 -1 D
0 1 0 0 1 1 2 -1 D
0 2 0 0 2 0 2 -2 DD
0 2 0 0 2 0 3 -3 DD
0 2 0 0 2 0 4 -4 DD
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota