30/7/2020 13:59

Comunidade Armênia critica termo usado por Andrés Sanchez em referência a Sérgio Janikian

A Comunidade Armênia do Brasil publicou na quarta-feira uma carta aberta destinada ao presidente do Corinthians, Andrés Sanchez. O documento trata do desentendimento do mandatário com Sérgio Janikian, que foi diretor de futebol do Corinthians por três meses em 2015.



O caso começou na semana passada. Pelas redes sociais, Janikian fez críticas à gestão de Andrés no Timão, e o presidente foi questionado sobre isso no último sábado, dia 25 de julho. Em coletiva de imprensa, o presidente do Corinthians se referiu à Janikian usando o termo "turco", o que foi muito mal recebido pela comunidade.

"Nossa Comunidade se sentiu indignada com relação à generalização atribuída a um brasileiro descendente de armênios que faz parte do clube, chamando-o de turco durante entrevista coletiva a todos os grandes órgãos da imprensa esportiva", afirma o comunicado.

"A história de sofrimento de nosso povo impingida pelo Império Turco Otomano não pode ser arranhada ou desprezada com colocações dessa natureza", completa.

Entre 1915 e 1918, o governo da Turquia promoveu uma invasão ao território da Armênia, desencadeando uma guerra que matou cerca de 1,5 milhão de armênios e perseguiu outros milhares, que foram obrigados a deixar sua terra natal.

A ocupação ficaria conhecida como o "Primeiro Genocídio do Século 20", fato que as lideranças armênias lutam para ter seu devido reconhecimento até os dias atuais.

Apesar da infelicidade, Andrés e Corinthians já haviam participado de uma campanha de conscientização com a Comunidade Armênia, em 2019, justamente sobre esse fato histórico.

"O Sr. Andrés Navarro Sanchez, nos honrou com a permissão da entrada junto com o time do SCCP, de uma faixa alusiva a este Genocídio, no jogo Corinthians e Chapecoense, realizado em 24/04/2019. Esta nobre consideração nos deixou muito honrados e ensejou de nossa parte os devidos agradecimentos em carta enviada diretamente ao Sr. Andrés Navarro Sanchez", lembra a carta.

Leia na íntegra a carta aberta da Comunidade Armênia do Brasil ao presidente Andrés Sanchez:

A Comunidade Armênia do Brasil vem respeitosamente se manifestar sobre a entrevista coletiva concedida pelo notório Presidente do SCCP Andrés Navarro Sanchez em 25 de julho de 2020.

Em abril de 1915 o Império Turco Otomano perpetrou contra o povo Armênio aquele que seria conhecido como o primeiro Genocídio do Século 20, onde cerca de 1.500.000 milhão de armênios foram perseguidos e massacrados de maneira vil e impiedosa.

Com relação a este triste evento, o Sr. Andrés Navarro Sanchez, nos honrou com a permissão da entrada junto com o time do SCCP, de uma faixa alusiva a este Genocídio, no jogo Corinthians e Chapecoense, realizado em 24/04/2019.

Esta nobre consideração nos deixou muito honrados e ensejou de nossa parte os devidos agradecimentos em carta enviada diretamente ao Sr. Andrés Navarro Sanchez.

Sendo assim, nossa perplexidade transcende os assuntos internos do SCCP e as diferenças que possam existir dentro das várias correntes internas do Clube.

O fato é que nossa Comunidade se sentiu indignada com relação à generalização atribuída a um brasileiro descendente de armênios que faz parte do Clube, chamando-o de turco durante entrevista coletiva que foi concedida no último sábado, dia 25 de julho a todos os grandes órgãos da imprensa esportiva.

A história de sofrimento de nosso povo impingida pelo Império Turco Otomano não pode ser arranhada ou desprezada com colocações dessa natureza.

Como agravo a esta situação, nesta semana o povo armênio foi mais uma vez covardemente atacado pelo Governo do Azerbaijão com o apoio explícito do Governo turco.

Na certeza de vossa compreensão e autocrítica, com a dimensão histórica dos fatos e considerando a grande estima que temos por sua pessoa, estamos certos de que haverá de sua parte a devida retratação para com a Comunidade Armênia do Brasil.

Atenciosamente,

Associação Beneficente de Damas Brasil Armênia HOM filial Arpi - Silva V. Kahtalian

Associação Beneficente de Damas Brasil Armênia HOM filialMassis -Sonia Sanazar Tarpinian

Associação Cultural Armênia De São Paulo – ACASP - TroGomidé - Nigol Nigoghosian

Associação Educacional e Cultural Hamazkayin - Garo Hovhannesian

Comunidade Armênia de Osasco - Paulo Tarpinian Junior

CNA – Conselho Nacional Armênia do Brasil - Vartine Simone Kalaidjian

Diocese da Igreja Apostólica Armênia do Brasil - Bispo Nareg Berberian

- Presidente do Conselho Representativo da DIAAB - André Kissajikian

- Presidente da Diretoria Executiva de SP da DIAAB - Dikran Kiulhtzian

Fundo Nacional Armênia - João Carlos Boyadjian

Igreja Central Evangélica Armênia de São Paulo -Vartan Moumdjian

Paróquia Armênia Católica São Gregório Iluminador - Padre Antonio Francisco Lelo

Sama - Clube Armênio - Sérgio Krikor Arakelian

Sociedade Beneficente e Cultural Marachá - Azad Gananian

União Geral Armênia de Beneficência - Haig Apovian




Corinthians, Andrés Sanchez, Termo, Comunidade Armênia, Críticas





LEIA TAMBÉM:Oposição define mais um candidato à presidência do Corinthians

LEIA TAMBÉM:Grêmio não recebe pagamento por Luan e aciona Corinthians na CBF




1311 visitas - Fonte: Gazeta Esportiva

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Reinvidicação muito justa e cabivel neste caso.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Qua - 19:15 - Mineirão - Premiere
Atlético-MG
Corinthians

Último jogo - Paulista

Sáb - 16:30 - Allianz Parque
Palmeiras
1 1
Corinthians
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota