29/7/2020 13:49

T. Nunes rechaça rótulo de técnico ofensivo e fala em entender Corinthians

O técnico Tiago Nunes rechaçou o rótulo de técnico ofensivo e disse que nunca pregou isso desde que chegou ao Corinthians no início desta temporada. O treinador, inclusive, alega que precisa entender o clube paulista em um contexto geral e, inclusive, voltou a frisar que o estilo de jogo implementado por ele no Athletico-PR, ainda levará bastante tempo para ser visto no time paulista.



"É muito mais voltado para o meu perfil de ideias. Eu fui contratado por ter um perfil mais parecido com o que Andrés (presidente) e Duílio (diretor) queriam implementar. e como qualquer ideia a de cultura de futebol, você precisa entender o lugar que você está chegando. O reflexo do meu trabalho é o que os jogadores estão transmitindo dentro de campo. Às vezes joga bem, às vezes não joga bem. O que é jogar bem? A gente vive um momento em que todas as pessoas são rotuladas, vivemos um mundo de rótulos. Eu em nenhum momento desde que eu cheguei aqui eu me rotulei um treinador ofensivo, sou um treinador desportivo como falei inúmeras vezes", afirmou Tiago.

"E isso passa pela capacidade técnica, de gestão, de fazer a equipe transitar em todas as ideias de jogo. Sei que o que me trouxe para cá foram as atuações do clube anterior, ideias que carrego há uma década, mas tudo isso tem um prazo, leva uma condição de carência para cumprir e colocar em prática. Mas tratamos com ser humano. Mas leva tempo, são 10 a 12 anos numa ideia e de maneira imediata quer mudar. Vai ter alternância de ritmo, momentos bons e ruins. E logicamente que é mais importante? Precisamos entender: resultados ou ideias internamento construídas? Internamente a relação aqui é muito boa, isso é um processo a ser cumprido com naturalidade. Quando cheguei, falei em 30 a 40 jogos ver a naturalidade em campo. Com 14 jogos até agora, se cria uma exigência imediata de resultado. Está numa conta normal do processo de troca, mas pela grandeza do Corinthians as coisas tomam uma proporção maior", disse.

O UOL Esporte revelou que a parada serviu para Tiago Nunes ouvir conselhos, conhecer mais o clube e entender que a mudança do sistema de jogo corintiano precisava ser mais moderada, quer dizer, menos radical. Com isso, o treinador passou a valorizar mais a defesa.

Aliás, Tiago Nunes agora até se orgulha da defesa corintiana. "Vamos valorizar as duas vitórias seguidas e sem sofrer gols principalmente", afirmou o técnico logo após a vitória contra o Oeste.

Em dois jogos após o retorno do futebol (contra Palmeiras e Oeste), o Corinthians venceu sem sofrer gols e ainda viu o sistema defensivo resolver lá na frente.

Tiago Nunes impressiona a todos taticamente no dia a dia do Corinthians, mas foi aconselhado a entender que não era o suficiente para ser vencedor no clube paulista. O treinador agora acerta a defesa, mas não deixa de lado seu lado criativo.

Desta forma, o torcedor pode esperar um Corinthians mais equilibrado para o duelo contra o Red Bull Bragantino, amanhã (30), às 19h (de Brasília), no Morumbi, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, assim como ocorreu nos dois últimos jogos.



Corinthians, T. Nunes, Timão, Coletiva, Ofensividade



LEIA TAMBÉM: Cantillo e Éderson podem jogar juntos no Corinthians?

LEIA TAMBÉM:Marcos critica Casagrande e defende Marcelinho por encontro com Bolsonaro

LEIA TAMBÉM: Confira os valores da premiação do Campeonato Paulista


642 visitas - Fonte: esporte.uol

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Qua - 21:30 - Arena - TVGlobo
Corinthians
Palmeiras

Último jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Arena
Corinthians
1 0
Mirassol
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota