4/7/2020 18:48

Herói da Liberta, Sheik conta os bastidores de sua chegada ao Timão: "O Andrés estava com o pé atrás"

Em live beneficente na tarde deste sábado, que comemora oito anos do título, o ex-atacante lembrou como começou sua história no clube, em 2011, e relatou sua gratidão

Para comemorar os oito anos do título do Corinthians na Copa Libertadores de 2012, o ex-atacante Emerson Sheik, autor de dois gols na vitória por 2 a 0 sobre o Boca Juniors na decisão, participou de uma live beneficente no YouTube na tarde deste sábado. O ídolo corintiano lembrou como foi a sua chegada ao clube, em 2011, e revelou a gratidão que tem por Tite, Duílio e Andrés.



LEIA TAMBÉM: Jogadores em recuperação passam por treino de readaptação e testam pontaria no Corinthians


Após passagem conturbada pelo Fluminense, Sheik precisou mudar de ares e não foram poucos os interessados em contar com o futebol do jogador, que na época tinha quase 33 anos. Um deles era o Corinthians, que contava com o técnico Tite e teve uma conversa franca com o futuro reforço e assumiu a responsabilidade pelos possíveis problemas extracampo.

- Eu lembro que o Tite foi um cara importante também na minha contratação, por conta de ser um cara extremamente profissional, ele já vinha acompanhando meu trabalho há algum tempo, então ele falou: "fora de campo, deixa comigo que eu resolvo" - contou Sheik.

No entanto, para o ex-atacante do Timão, o maior responsável pela sua ida ao Corinthians foi Duílio Monteiro Alves, atual diretor de futebol do clube e que exercia cargo parecido em 2011. Segundo Sheik, o dirigente foi quem apostou na contratação e quem convenceu Andrés Sanchez a deixar de lado as desconfianças sobre o jogador, que carregava fama de polêmicas extracampo.

- Talvez o maior culpado, talvez não, ele é o maior culpado, de eu ter ido para o Corinthians em 2011, foi o Duílio, que na época era diretor de futebol, porque o Andrés estava com o pé atrás, "esse cara vai trazer problema, esse cara é doido". Eu lembro que o Duílio me chamou para uma conversa, me ligou também, nós tivemos oportunidade de ficar frente a frente, e o Duílio me falou um pouco do Corinthians, me falou da torcida, é um cara que está dentro do clube há muitos anos, então ele foi talvez o cara que tenha acreditado mais nessa minha primeira contratação pelo Corinthians. Tenho muita gratidão ao Duílio, ao Tite também, o Andrés que, meio na dúvida também acreditou.



A aposta deu certo. No mesmo ano o Corinthians terminou como campeão brasileiro e, no ano seguinte, alcançou a tão sonhada Libertadores, com participações decisivas no mata-mata, incluindo dois gols na final, no Pacaembu. No final do ano ainda viria mais: o Mundial de Clubes, no Japão. Aos 41 anos, Sheik é um dos maiores ídolos da história do clube.


Corinthians, Sheik, Herói, Contratação, 2011, Andrés, Tite, Timão, Bastidores



LEIA TAMBÉM: Cantillo e Éderson podem jogar juntos no Corinthians?

LEIA TAMBÉM:Marcos critica Casagrande e defende Marcelinho por encontro com Bolsonaro

LEIA TAMBÉM: Confira os valores da premiação do Campeonato Paulista


1227 visitas - Fonte: LANCE

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Qua - 21:30 - Arena - TVGlobo
Corinthians
Palmeiras

Último jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Arena
Corinthians
1 0
Mirassol
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota