13/1/2020 11:07

Marcelinho, Tevez, Guerrero... Relembre saídas conturbadas de ídolos do Corinthians

Lista GE mostra casos semelhantes aos de Jadson e Ralf, fora dos planos para 2020

Foto: GloboEsporte.com

Fora dos planos do Corinthians para a temporada de 2020, Ralf e Jadson ainda estão com o futuro indefinido. Mesmo assim, a dispensa de ambos pegou boa parte da Fiel torcida e gerou uma onda de comentários nas redes sociais na última semana. Ídolos da história recente do Timão, ambos se juntam a outros jogadores importantes que saíram de maneira estremecida ou, no mínimo, esquisita do clube.



LEIA TAMBÉM: 20 anos do Mundial: Na base da superação, Timão parte para o título


De lista de restrições a desavenças com empresários, relembre nessa lista do GloboEsporte.com algumas outras saídas traumáticas do Corinthians nos últimos anos. Campeão mundial com o Corinthians em 2000, o ex-meia Ricardinho optou por deixar o clube em 2002. À época, o jogador trocou o Timão pelo rival São Paulo em novela que se arrastou por muito tempo.

O então presidente alvinegro Alberto Dualib chegou a dizer que o jogador "não quis mais o Corinthians".

Um dos maiores ídolos da história do Corinthians, Marcelinho Carioca teve uma saída para lá de traumática em 2006, depois da chegada do então técnico Emerson Leão ao Parque São Jorge.

À época, a advogada Gislaine Nunes chegou a dizer que o Timão queria "humilhar" o jogador ao impor uma série de restrições a ele em um novo contrato, como não dar entrevistas por tempo indeterminado e treinar separado dos demais atletas.

O presidente Alberto Dualib foi quem assinou a rescisão do jogador. Marcelinho chegou a receber uma indenização do clube pelo fim do vínculo.

A saída de Carlos Tevez em 2006 foi o fim de uma série de problemas vividos pelo jogador no Brasil dentro e fora de campo. Pouco depois de deixar o clube, o jogador admitiu chateação com o então técnico Emerson Leão por ter lhe tirado a braçadeira de capitão pouco antes de um jogo.

Mas a saída passou mais pela violência sofrida o país. Na reta final de sua trajetória no clube, torcedores do Corinthians chegaram a chutar e atirar pedras em um carro no qual estava a família do jogador e a filha Florencia, à época recém-nascida.

A saída de Sheik em 2014 foi cercada de polêmicas. O jogador não fazia parte dos planos do então técnico Mano Menezes e foi emprestado para o Botafogo. À época, em entrevista ao Esporte Espetacular, Sheik disse que mudaria de lado da rua caso cruzasse com o treinador.

Além de detonar o técnico, o ex-atacante também disse que esperava ao menos ter tido uma conversa honesta cara a cara com o então comandante. Sheik, no entanto, ainda teve outras duas passagens pelo clube: em 2015 e 2019. Depois ainda foi dirigente do clube, mas já deixou o cargo.

Autor do gol do título mundial do Corinthians em 2012, o peruano Paolo Guerrero não chegou a um acordo com a direção, então encabeçada por Roberto de Andrade, para renovar seu contrato com o Corinthians em 2015.

O jogador trocou o Parque São Jorge pela Gávea, tornando-se jogador do Flamengo. Atualmente, Guerrero está no Internacional, de Porto Alegre. À época, incomodou o estafe do jogador a contratação de Alexandre Pato "a peso de ouro".

Para a torcida, pesaram as entrevistas dadas por Guerrero no início de 2015, quando disse que "no Brasil, só jogaria no Corinthians".

Após cinco anos de clube, o paraguaio Ángel Romero deixou o Corinthians em julho do ano passado, depois de passar mais de sete meses sem atuar na reta final de seu contrato com o clube. Seu empresário também não entrou em acordo com o Alvinegro.

Clube e atacante haviam encerrado as conversas pela renovação no fim de 2018. Sem apresentar uma proposta contundente para deixar o clube antes do fim do vínculo, Romero terminou sua passagem pelo Timão de maneira melancólica, em saída que se arrastou por meses.






Corinthians, timão, alvinegro, título, paulista, Parque São Jorge, Tiago Nunes, Libertadores, 2020, Planejamento, mercado da bola, transferência, 2020, Itaquera, torcida, técnico,



LEIA TAMBÉM: Corinthians teve as contas bloqueadas em de R$ 500 mil em ação de Marcelo Mattos

LEIA TAMBÉM: Cúpula do conselho corintiano vê desrespeito ao órgão em ação contra Andrés

LEIA TAMBÉM: Discussão no telefone, briga aberta e até o Corinthians: como futuro de Tévez virou novela


1824 visitas - Fonte: Globo Esporte

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Igual o Dr Osmar de Oliveira, comentava volta Tevez

Tevez podia voltar e se aposentar no timao

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Arena Corinthians - Globo
Corinthians
Palmeiras

Último jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Arena Corinthians
Corinthians
1 1
Ituano
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota