13/10/2019 14:10

Majestoso reune amigos de infância Carille e Fernando diniz

Vila Ema, zona leste de São Paulo, início dos anos 1980.

Cerca de 1,5 quilômetro separa a pequena casa em que Fernando, o "Testa", mora com os pais e sete irmãos, na rua Antônio Gomes, antiga Rua do Toco, para o sobrado na rua Pinto da Luz, próximo à padaria do Zezinho, em que o menino Fabinho vive com os pais.



Morumbi, Campeonato Brasileiro, 13 de outubro de 2019.

Três pontos separam o São Paulo, time do recém-contratado Fernando Diniz, para o Corinthians de Fábio Carille. Clubes arquirrivais que são adversários nesta noite de domingo, às 18h (de Brasília), pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Mais que antigos vizinhos e colegas nos times do CTC Vila Ema e da seleção da escola estadual Stefan Zweig, o jogo reúne dois amigos que pensam futebol de formas completamente diferentes. Enquanto Diniz valoriza a posse de bola e tem ideias ofensivas, Carille aposta em equilíbrio e força defensiva.

–Diniz tem um futebol totalmente ofensivo. Minha escola é diferente da dele. É algo que tenho que parabenizar pela coragem. Ele inclusive iniciou trabalhos muito bons no Athletico-PR e também no Fluminense. Eu sou mais tradicional. São 5% no futebol mundial que jogam como ele. No Brasil, só ele e Jorge Sampaoli. Lá fora, lembro de Pep Guardiola – diz Carille.

– É um futebol de posse que procura te envolver o tempo todo. Roda a bola, coloca sete ou oito atletas no campo ofensivo. Nem sei como treina para fazer aquilo, nem imagno (risos) – admitiu Carille.
Diniz concorda que, como ideia de futebol, os dois pensam de formas completamente diferentes.

– Isso é muito claro no aspecto tático. No jogo, temos ideias quase que em direções opostas. Gosto muito de ficar com a bola, de criar, de gerir os espaços no campo, que o time seja criativo, que jogue um futebol mais plástico. Mas o que determina o resultado é como você constrói o ambiente e como você consegue deixar os jogadores confiantes para executar determinado modelo de jogo. É dessa conexão tática com a relações com jogadores que se consegue ter um time forte – explicou Diniz.



– Fábio foi muito feliz desde o começo. Prometeu um time muito organizado e competitivo, e essa é a marca principal dele, essa organização defensiva. É um time sempre organizado, que sofre poucos gols – completou o técnico do São Paulo.
Formado em psicologia após a carreira de jogador, ele diz que não se importa com os rótulos que torcedores e imprensa colocam em seu estilo.

– Eu faço o que eu gosto, faço o que acredito. Sou muito desvinculado dos rótulos que tentam me botar.


Corinthians, timão, Carille, Fernando Diniz



LEIA TAMBÉM:Marcelinho Carioca, Amaral e Vampeta reunidos em live beneficente, confira

LEIA TAMBÉM:Corinthians conquista seis títulos no Automobilismo Virtual

LEIA TAMBÉM: Novo manto aprovado? Torcedores se dividem nas redes sobre uniforme do Timão para a temporada


JÔ PODE VOLTAR FINAL DO ANO, DUÍLIO RESPONDE SOBRE ROGER GUEDES E KENO, BRIGA: JADSON X TIAGO NUNES

1716 visitas - Fonte: Globo Esporte

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Fora carile técnico lixo time medíocre

Esse Corinthians é uma vergonha esses porra parece que estão é pra morrer

Pq q o carille ñ coloca o Corinthians pra jogar ??

Rosana Teixeira     

Corintianos 3 a 0

Queila Gomes     

Tem de joga para cima ganha o joga traze esse três ponto honra essa camisa carille mostra futebol

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Arena Corinthians - Globo
Corinthians
Palmeiras

Último jogo - Paulista

Dom - 16:00 - Arena Corinthians
Corinthians
1 1
Ituano
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota