7/10/2014 11:29

Gobbi diz que Guerrero fica, Sheik só volta em 2015 e Pato sai por R$ 46 mi

Afastado no Botafogo, Emerson deve seguir no Rio de Janeiro treinando em horários alternativos. Garoto Malcom ganhará novo vínculo no clube

Paolo Guerrero não sai do Corinthians, Malcom terá o seu contrato renovado, Emerson Sheik só volta em 2015 e Alexandre Pato ainda não recebeu nenhuma proposta de compra pelo valor que o clube quer vendê-lo: 15 milhões de euros (cerca de R$ 46 milhões). Foi o que o presidente Mário Gobbi Filho declarou, em participação no "Arena SporTV" de segunda-feira, sobre esses casos.

Com contrato até julho do ano que vem, o peruano já recebeu uma proposta do Timão para permanecer por muito mais tempo no clube de Parque São Jorge. Outro que deve ter vínculo ampliado é o atacante Malcom, de 17 anos, ligado ao clube até 2016.

- Já estamos negociando e está adiantada a renovação do contrato com Guerrero. É a cara do Corinthians e não vai sair. Queremos que ele fique. Está em andamendo, como está a do Malcom, uma revelação que vamos ampliar o contrato - disse o presidente.

Emprestado ao Botafogo até o final do ano, mas afastado do clube carioca pelo presidente Maurício Assunção, Emerson Sheik não deve retornar imediatamente ao Timão. Vale lembrar que ele já fez mais do que sete jogos pelo Fogão no Brasileirão e que, ao deixar o clube paulista, fez críticas a Mano Menezes.

- Até dia 31 de dezembro o vínculo dele é com o Botafogo. Se não querem ele mais, têm que montar um esquema de treino apartado. Emerson se reapresentará no Corinthians em janeiro, na volta das férias.

Por fim, Gobbi falou sobre o que muitos consideram o maior erro de sua gestão: a contratação de Alexandre Pato por 15 milhões de euros, em 2013. Sem chances com Mano Menezes, o atacante foi emprestado ao São Paulo e tem 50% dos salários pagos pelo Timão.

- Pato foi um pedido da equipe técnica (de Tite). O segundo passo foi uma avaliação do marketing para saber o potencial que ele podia dar ao clube. Queríamos um gancho de marketing, um chamariz, um jogador novo para em dois ou três anos vender e ter retorno do investimento.

E o jogador que se encaixava e que a comissão queria era o Pato. Diziam que ele tinha problema de saúde. Chamei Joaquim Grava e disse que se o Pato não jogasse a reponsabilidade seria dele. Ele fez uma biópsia no joelho dele e disse: "Contrata que não tem nada". Veio, mas não se encaixou no Corinthians. Não foi um erro, mas não deu certo.

Perguntado se o São Paulo já fez uma proposta pelo jogador, Gobbi negou:

- Não, Pato custa 15 milhões de euros. Quem pagar isso compra o Pato - resumiu.



Guerrero, Sheik e Pato foram assuntos no debate com Mário Gobbi

287694 visitas - Fonte: SporTV.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

eu n tiro a razao do guerreiro n se o corinthians tem dinheiro para contrata jogadores. e empresta para outro time pagando a metade do seu salario entao porque n os vendem e almenta o salario do guerreiro q esta jogando muito no corinthians

A volta do Sheik ano q vem siginifica uma unica coisa: Adeus mano e bem vindo Tite!!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias