27/6/2014 08:57

Fagner vê garotos da base do Timão mais "livres" do que ele quando subiu

Lateral-direito, que foi revelado pelo clube, acha que os garotos atuais participam mais do dia a dia do elenco alvinegro. Em 2006, afirma, era diferente

Dos 34 jogadores do Corinthians que passaram os últimos dias em treinamentos na cidade de Extrema, no Sul de Minas Gerais, seis deles são revelações da base alvinegra. O goleiro Matheus Caldeira (21 anos), o lateral-esquerdo Guilherme Arana (17) e o zagueiro Petro Henrique (18) ainda sonham com a primeira chance na equipe principal. Já o meia Zé Paulo (18) e os atacantes Malcom (17) e Paulinho (21) já atuaram pela equipe principal.

Peças de um time ainda em reformulação, os garotos mostram traços de imaturidade e timidez. Mas para Fagner, lateral-direito do Timão que foi lançado no time profissional em 2006, quando tinha 17 anos, o ambiente hoje em dia é muito mais favorável aos garotos, e eles acabam participando mais do dia a dia do clube.

- Quando subi ao profissional, ficava mais na minha, observava mais. Era uma época um pouco diferente com jovens. Hoje se dá um pouco mais de liberdade para eles falarem, para brincarem. E isso é importante para que se sintam mais à vontade. Eles precisam se sentir bem para não ter aquele receio de: "Ih, mas e se eu errar? E se eu não conseguir?". Acho importante eles estarem à vontade para seguiram fazendo o que vinham fazendo na base - afirma.



Integrado ao time comandado por Emerson Leão, há oito anos, Fagner conviveu com grandes estrelas da extinta parceria MSI, mas também com vários jogadores que haviam sido promovidos há pouco tempo, como o goleiro Julio Cesar - ainda no clube -, o também goleiro Marcelo, os laterais Edson e Coelho, o meia Rosinei, entre outros. Meses depois, com contrato encerrado, Fagner seguiu para o PSV Eindhoven, da Holanda.

Com os garotos como opção, mas com um time recheado de reforços (Elias, Ángel Romero, Anderson Martins e Lodeiro), o Timão retornará ao Campeonato Brasileiro como um dos favoritos ao título. Até a parada, em nove jogos disputados, acumulou 16 pontos e chegou à quarta posição.

- Por ser um campeonato longo, ainda é difícil falar em título. Todos sonham, é claro, mas temos de pensar jogo a jogo, traçar objetivos e ir chegando. Queremos nos manter entre os quatro para, lá na frente, disparar para o título - afirmou Fagner.



Leia também: [ENQUETE] Você concorda que a torcida do Corinthians deveria evitar gritos homofóbicos?

Leia também: Direto do CT: preparação concluída para a grande final

Leia também: Cássio x Volpi: o duelo particular dos goleiros na final do Paulista

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias