11/3/2014 15:44

As previsíveis dificuldades do Corinthians com o Itaquerão

Quando o Ricardo Teixeira, há sete anos, disse que os estádios da Copa do Mundo seriam pagos pela iniciativa privada, o fez inclusive no simpósio com governadores, eu não acreditei e fui criticado.

Minha linha de raciocínio era muito simples.

Se levantar Arenas fosse um negócio bom e fácil de ser gerido, as empresas teriam construído algumas antes de o Brasil ser confirmado como país que receberá o Mundial deste ano.

Me posicionei contra a candidatura porque nenhuma fez isso e conheço o histórico brasileiro de mau uso de dinheiro público.

O fato de saber que o compromisso de sediar a competição era também do governo, e que isso talvez gerasse lobbys ruins como a troca de favores com empreiteiras, aumentou minha convicção.

Diante desse cenário, fica claro que é difícil, não impossível, para qualquer clube, mesmo com ajuda de lobby do governo, atrair investidores da iniciativa privada para bancarem obras de estádios.

Os problemas que o Corinthians enfrenta para pagar o Itaquerão são tão normais quanto eram previsíveis.

Isso explica a razão de a diretoria não ter investido em contratações no começo do ano.

Aliás, na maioria das vezes que uma equipe decidiu construir nova casa ela diminuiu a grana para reforçar o time de futebol.

O colega Perrone, no blog dele, cita conversas que teve com dirigentes sobre o assunto.



Leia também :Méndez é aprovado em exames e fica livre para assinar com o Corinthians

Leia também :Corinthians vai estender contrato e dar aumento salarial a Gustagol

Leia também :Confira relação de atletas e numeração na Sul-Americana



3402 visitas - Fonte: UOL/Blog do Birne

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias