9/3/2014 14:57

Clássicos em SP têm ao menos 5 casos de polícia. Hora de torcida única?

Os clássicos na capital paulista em 2014 já produziram pelo menos cinco relevantes casos de polícia. Foram problemas dentro do estádio, em volta dele, em regiões distantes, antes, durante e depois dos jogos. E o ano ainda está no começo. Corinthians x São Paulo, neste domingo, é apenas o quarto confronto entre grandes na cidade.

O maior número de ocorrências, de acordo com levantamento feito pelo blog, foi no duelo entre Corinthians e Palmeiras no Pacaembu, no último dia 16.

Antes do jogo, sete integrantes da Mancha Alviverde foram detidos pela polícia com “instrumentos utilizados para a prática de violência”, conforme registro da Polícia Militar. Eles foram punidos com a proibição de entrar em jogos no Estado, medida ineficiente pela falta de controle nos portões.

Do lado de fora do Pacaembu, no mesmo clássico, houve um desentendimento entre corintianos e policiais militares. Um membro da Gaviões da Fiel foi levado para a delegacia sob as acusações de desacato à autoridade e desobediência.

Veja Álbum de fotos
Ainda na partida entre corintianos e palmeirenses, um policial civil exibiu uma arma dentro do estádio ao discutir com um corintiano. O policial e seu parceiro detiveram o torcedor, acusado de xingar a dupla, que faria parte da segurança pessoal de Valdivia.

Os casos mais sangrentos, no entanto, aconteceram no dia do clássico entre Santos e São Paulo. Antes do jogo, uma violenta briga entre torcedores dos dois times que se dirigiam do litoral para a capital.

Após a partida, uma emboscada com cara de revanche pela briga anterior matou um integrante da Torcida Jovem do Santos, perto da sede da uniformizada, bem longe do Morumbi, local do clássico. Testemunhas afirmam que os assassinos são são-paulinos.

Se as brigas em dia de clássico acontecem repetidamente em regiões distantes dos estádios, se a violência faz vítimas horas antes e horas depois dos jogos e se até policiais perdem o controle diante de torcedores adversários, não passou do tempo de tomar uma medida drástica? Dirigentes e autoridades de segurança pública já deveriam estar pelo menos discutindo de maneira avançada a realização de clássicos com torcida única na cidade.



Leia também: Com contrato assinado, Bruno Méndez se torna 11º reforço do Timão

Leia também: Love admite que não é fácil jogar ao lado de Gustagol e Boselli

Leia também :Corinthians sofre até o fim, vira sobre o Avenida-RS e se classifica

Leia também :Carille estabelece ajuste mais urgente no Corinthians: "Parar de tomar gol"



3318 visitas - Fonte: -

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias