13/1/2020 11:40

Não foi só Valverde! Relembre 5 vezes que jogadores apostaram tudo para salvarem seus times e conseguiram

Volante do Real Madrid tomou o cartão vermelho nos minutos finais da Supercopa

Crédito: Reprodução/FIFA TV

O volante uruguaio Fede Valverde, do Real Madrid, protagonizou um lance duro na final da Supercopa da Espanha, contra o Atlético de Madrid, ao acertar Morata em direção ao gol e ser expulso para evitar aquele que seria o tento do título rival. O jogador, porém, está longe de ser o único a chegar ao limite para salvar seu time e ver a aposta dar certo.



LEIA TAMBÉM: Gabriel vê Corinthians entre favoritos e prevê rápida adaptação a Tiago Nunes

Relembre 5 jogadores que conseguiram ajudar suas equipes em situações que foram contra as regras:

Luis Suárez
Um dos lances mais inesquecíveis da história das Copas do Mundo e que completa 10 anos em junho de 2020. Suárez fez uma defesa de goleiro para evitar o gol da classificação de Gana na Copa de 2010, foi expulso, e viu Gyan perder o pênalti na prorrogação. No fim, vitória uruguaia nas penalidades.



Mascherano fez como Valverde

Em 2016, na final da Copa do Rei, Mascherano tomou a mesma medida que Valverde e fez falta dura em Gameiro, já no fim, para evitar o gol do Sevilla. O placar final de 2 a 0 para o Barcelona e a taça compensaram o cartão vermelho do argentino.



Se o árbitro não viu, não foi
Durante partida contra o Borussia Dortmund, pela Champions League 2017/2018, o Real Madrid enfrentava o Borussia Dortmund na primeira fase e um lance chamou a atenção.

Após finalização na área, Sergio Ramos usou a mão para tirar o gol do Borussia em cima da linha, o que gerou indignação da equipe alemã. Após a partida, o camisa 4 admitiu o toque para salvar o time e disse:”Não gosto de falar sobre os árbitros, mas é verdade que na Liga dos Campeões eles deixam jogar um pouco mais, gosto disso.”



Gol de vitória, vale
Melhor jogador do Brasileirão 2017 e artilheiro da competição, Jô foi criticado durante a campanha após fazer o gol da vitória do Corinthians sobre o Vasco de forma inusitada: com o braço direito.

O árbitro não viu, o árbitro que estava atrás do gol não viu e o gol foi validado, já não havia VAR. Mais uma que o jogador apostou tudo pelo time.



O apelido fez sentido
Nunca um apelido fez tanto sentido no futebol, mas nesse caso não foi pelo motivo que lhe foi dado. Atual técnico do Manchester United, o Ole Gunnar Solskjaer ganhou o apelido de “Assassino com cara de bebê” pela fama de matador na área, mas contra o Newcastle, em 1998, foi um cartão vermelho violento que reforçou seu codinome.

Van der Grow disparou sozinho para a área e marcaria o segundo dos Magpies, mas o norueguês deu carrinho por trás e acabou expulso.




Corinthians, timão, alvinegro, título, paulista, Parque São Jorge, Tiago Nunes, Libertadores, 2020, Planejamento, mercado da bola, transferência, 2020, Itaquera, torcida, técnico,




PALMEIRAS CAMPEÃO MUNDIAL? SÃO PAULO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL? PALPITES PARA O ANO DE 2020

LEIA TAMBÉM: Andrés Sanchez diz que o Corinthians ‘nunca conversou com o Rony’ e garante: “Não tem nada”

LEIA TAMBÉM: COMENTE: O Corinthians fez certo em rescindir o contrato do ídolo Ralf?

LEIA TAMBÉM: Rizek analisa melhora alvinegra, mas acha improvável Corinthians disputar título brasileiro



699 visitas - Fonte: Torcedores.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Dom - 19:00 - Estádio José Maria de Campos Maia - Premiere
Mirassol
Corinthians

Último jogo - Paulista

Qui - 21:30 - Arena Corinthians
Corinthians
4 1
Botafogo-SP
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota