19/10/2019 21:10

Corinthians sofre virada contra o Cruzeiro e aumenta sequência sem vitórias

O Cruzeiro venceu o Corinthians de virada, por 2 a 1, na noite de hoje (19), na Arena, em Itaquera, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram anotados por Fagner, pelo Timão, e Fred e Éderson, pela Raposa.



Com a vitória, o Cruzeiro enfim sai da zona de rebaixamento — onde estava desde o fim da 19ª rodada. A equipe celeste vai a 28 pontos, ultrapassa CSA e Ceará e, ao menos provisoriamente, salta para a 16ª posição.

Com a semana livre para treinar, Corinthians e Cruzeiro voltam a campo no sábado que vem pela 28ª rodada do Brasileirão. O Timão terá clássico contra o Santos às 17h, novamente na Arena. A Raposa receberá o Fortaleza às 21h no Mineirão, naquele que será o reencontro do técnico Rogério Ceni com equipe e torcida celestes.

Gol 11 mil é de Fagner

É histórico para o Corinthians o gol de Fagner que inaugurou o marcador no jogo de hoje. O lateral-direito fez o tento de número 11 mil da história alvinegra. Terceiro jogador do atual elenco que está há mais tempo no clube (atrás só de Cássio e Walter), ele curiosamente não balançava as redes desde 2016.

Sem chance para o VAR

O árbitro Bruno Arleu de Araujo não deu nem chance para consultar o VAR num lance discutível aos seis minutos do segundo tempo. Ele enxergou falta de Marllon em Fred enquanto a bola era cruzada para Mateus Vital. A jogada foi paralisada antes da finalização do meia corintiano, que chegou a balançar as redes quando já não valia mais nada.

Sálvio Spínola, ex-árbitro e hoje comentarista, afirmou durante transmissão do canal Premiere que não enxergou falta de Marllon em Fred.

Sem chance para o VAR (parte 2)

Fagner disputou bola no meio de campo e acabou, na dividida, lançando o cruzeirense Éderson ao ataque. O bandeirinha chegou a levantar seu instrumento de trabalho, mas seguiu correndo em direção à linha de fundo. O zagueiro Marllon freou a corrida. O volante celeste seguiu na jogada, driblou Walter e fez o gol.

Os corintianos se revoltaram, Fábio Carille foi expulso por reclamação, mas o árbitro defendeu sua decisão de não ter apitado e portanto o lance jamais ter sido paralisado. Não houve consulta ao monitor.

Os melhores

Fagner foi o melhor corintiano em campo — e assim seria independentemente de ter feito gol. Cumpriu muito bem sua função defensiva e apoiou o ataque como há muito tempo não fazia, inclusive ajudando muito mais na construção de jogadas ofensivas do que os armadores alvinegros.

Marquinhos Gabriel não fez valer a "lei do ex" porque não marcou gol, mas foi o principal nome do ataque cruzeirense, tendo inclusive participado diretamente do lance que resultou no pênalti do gol de empate celeste. O meia foi válvula de escape para as jogadas laterais dos comandados de Abel Braga.

Os piores

Escalado como segundo volante ao lado de Ralf quando o Corinthians se defende e como segundo armador ao lado de Vital quando a equipe ataca, Sornoza foi mal em ambas as funções. Cometeu falta boba e perigosa num lance em que precisava cobrir a defesa. Ofensivamente, foi nulo na construção de jogadas.

Do lado cruzeirense, o destaque negativo ficou por conta da jovem dupla de zaga formada por Fabrício Bruno e Cacá — este último precisou entrar por conta de lesão de Dedé ainda no início do jogo. O Corinthians explorou a insegurança dos beques e construiu suas principais jogadas de ataque procurando atacantes que estavam na área.

Corinthians

O Corinthians jogou mal como vem fazendo há um bom tempo. A equipe de Carille marcou baixo, chamando para seu campo o Cruzeiro. Ofensivamente, foi previsível ao apostar em cruzamentos que quase sempre acabavam em tentativas de ligar Gustavo ou ainda em chutes de fora da área.

Cruzeiro

O Cruzeiro lutou o jogo todo pela posse de bola. E foi assim que construiu sua virada. Castigado porque a defesa de fato bateu muita cabeça ao longo da partida, soube aproveitar a "blitz" que fez em boa parte do duelo no campo de ataque.

Cronologia do jogo

Em sua primeira chance real de gol no jogo, o Corinthians abriu o placar aos 33 minutos. Danilo Avelar cruzou para Gustavo — nesta que foi uma das poucas e mais previsíveis jogadas ofensivas do Timão na noite —, e o camisa 19 errou o cabeceio ao dividir pelo alto com Fabrício Bruno. A sobra, porém, caiu nos pés de Fagner, que soltou a bomba de direita (e de primeira) para estufar as redes de Fábio e abrir o placar.

No minuto seguinte, o Cruzeiro atacou tentando acionar Marquinhos Gabriel pelo alto. O ex-corintiano venceu disputa aérea com Bruno Méndez e cabeceou em direção ao gol. A bola então explodiu na mão do zagueiro. Acionado pelo VAR, o árbitro rapidamente consultou o monitor para confirmar a penalidade. Na cobrança, Fred bateu forte e acertou o cantinho esquerdo de Walter, que não chegou perto de defender mesmo pulando para o lado certo.



Aos 25 minutos do segundo tempo, Éderson aproveitaria lance curioso para dar números finais à partida. Após bola dividida no meio de campo e com último toque do corintiano Fagner, o volante do Cruzeiro partiu sozinho em disparada, driblou Walter e marcou o gol da virada. A zaga alvinegra pareceu ter confiado no bandeirinha, que chegou a levantar seu instrumento de trabalho, e parou de correr na jogada.

Corinthians, Brasileirão, Timão, Cruzeiro



LEIA TAMBÉM: Tiago Nunes tem a missão de reavaliar "renegados" de Carille, em 2020

LEIA TAMBÉM: [ENQUETE] Fora dos planos do Cruzeiro para 2020, o Corinthians deveria comprar o zagueiro Manoel em definitivo?

LEIA TAMBÉM: Zé Elias debate sobre Thiago Neves no Timão: "Não serve para o Corinthians"



1767 visitas - Fonte: UOL Esporte

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

QUE O TIME TÁ MAL TODOS SABEMOS, MAS NESSE JOGO FOMOS MUITÍSSIMOS PREJUDICADOS PELA ARBITAGEM!

Marcio Alvez     

Time pobre em tudo tecnico em jogadores

Irão morrer abraçados a diretoria e o Carrile e nos torcedores lamentando no final a não classificação para a libertadores o Carrille dizer que o time jogou bem kkkkk...... piada de mal gosto isso ele pebsa que o torcedor é idiota não conhece futebol ou o Carrille cai ou cai o Timão para o meio da tabela infelizmente e com esse futebolzinho tem que abrir o olho contra os sardinhas para não dar um vexame daqueles.......

Claudio Freire     

é complicado ter fé bnum time tão pobre e desprovido de peças de reposição. Precisa de bons vogadores para voltar a venver e não é culpa exclusiva do técnico

O fabio carille no Corinthians nao da mais não

Carlos Parafuso     

Tá na hora da torcida párar de ir assistir este time na Arena...

O corinthians deveria trazer o técnico de Portugal ou Tiago nunes

Masylene Limaa     

Mas o Corinthians se tornou um time descarado viu sem vergonha??

Natan Losch     

Tras o jogadores de 2017 porra dai vai melhor muito

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Dom - 18:00 - Nilton Santos - GloboePremiere
Botafogo
Corinthians

Último jogo - Campeonato Brasileirão

Dom - 18:00 - Arena Corinthians
Corinthians
0 0
Internacional
Untitled Document
Classificação
1 Flamengo
2 Palmeiras
3 Santos
4 Grêmio
5 Atletico Paranaense
6 São Paulo
7 Internacional
8 Corinthians
9 Bahia
10 Vasco DA Gama
11 Fortaleza EC
12 Goiás
13 Atletico-MG
14 Botafogo
15 Ceará
16 Fluminense
17 Cruzeiro
18 CSA
19 Chapecoense-sc
20 Avai
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
81 34 25 6 3 73 30 43 VVVEV
68 33 19 11 3 52 25 27 VVVEE
65 33 19 8 6 49 29 20 VVVVE
56 33 16 8 9 55 33 22 VVVVD
53 33 15 8 10 46 31 15 EVEVV
53 33 14 11 8 33 24 9 DVDDE
50 33 14 8 11 37 32 5 EDDVE
50 33 12 14 7 36 29 7 DDVEE
44 33 11 11 11 36 34 2 DEEDE
43 33 11 10 12 35 41 -6 DEDVE
42 33 12 6 15 42 44 -2 VEDVV
42 32 12 6 14 34 50 -16 DEVDD
41 33 11 8 14 39 44 -5 DEVEE
36 33 11 3 19 28 41 -13 DDDVD
36 33 10 6 17 32 33 -1 VDVDD
35 33 9 8 16 33 44 -11 DEVDE
35 32 7 14 11 26 36 -10 EVEEE
29 33 7 8 18 21 50 -29 VDDDD
25 33 5 10 18 26 48 -22 VDEDV
17 32 3 8 21 16 51 -35 DDDDD
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota