14/8/2019 19:39

Arena Corinthians: o que se sabe sobre a renegociação da dívida do clube com a Odebrecht

Entenda como Timão e construtora acordaram pagamento de até R$ 160 milhões

Em reunião do Conselho Deliberativo do Corinthians, na noite da última segunda-feira, o presidente Andrés Sanchez disse ter um acordo de renegociação da dívida do clube com a construtora Odebrecht. Segundo o dirigente, o Timão pagará no máximo R$ 160 milhões à empresa. Até então, entre custos da obra, juros, multas e outros encargos, a Odebrecht cobrava aproximadamente R$ 800 milhões do Corinthians.



O anúncio de Andrés Sanchez levantou diversos questionamentos: por que a Odebrecht aceitou valor tão abaixo do que pedia? Como o Corinthians fará o pagamento? Qual o prazo e os juros da operação?

O presidente não deu mais explicações sobre a negociação aos conselheiros. Procurado pelo GloboEsporte.com, o presidente não quis se manifestar, assim como o diretor financeiro do Timão, Matias Romano Ávila.

Alguns detalhes do novo acordo são mantidos em sigilo, mas outros foram apurados pela reportagem. Veja abaixo o que sabemos sobre o assunto:

Não são só R$ 160 milhões

Antes de tudo, é preciso destacar que a Odebrecht não receberá apenas o valor anunciado por Andrés Sanchez. O Corinthians repassou à empresa a totalidade dos CIDs (Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento).

Segundo a comissão do Conselho Deliberativo responsável por fiscalizar a Arena, o Corinthians já negociou 8343 dos 8400 CIDs que tinha, totalizando R$ 556 milhões.

Aqui, vale um parênteses para esclarecer que CIDs são títulos que podem ser comprados por empresas que gastam com impostos municipais. Em outras palavras, as empresas compram esses certificados em troca de abatimento do valor pago com a tributação. Neste caso, os "papéis" foram emitidos pela Prefeitura de São Paulo como contrapartida aos benefícios à economia da Zona Leste pelo estádio e a abertura da Copa do Mundo de 2014.

Como tem muitos empreendimentos na cidade, a Odebrecht tem facilidade para liquidar tais CIDs.

Além destes valores, a Odebrecht recebeu R$ 400 milhões via financiamento da Caixa Econômica Federal, cujas parcelas o Corinthians paga mensalmente. O prazo para quitação é 2028 (veja detalhes abaixo).

Bom para os dois

Corinthians e Odebrecht entendem que o acordo foi bom para ambos, embora os dois tenham cedido.

Se de um lado a construtora aceitou receber menos do que cobrava, de outro o clube concordou em não exigir reparos e obras não realizadas na Arena, nem cobrar multa pelo atraso na entrega do estádio. Auditoria contratada pelo Corinthians apontou, em 2018, que o clube teria um crédito de R$ 230 milhões por conta disso.

O maior benefício para o Timão, obviamente, seria a redução da dívida. Já o ganho da Odebrecht seria deixar o fundo que gere a Arena Corinthians e principalmente retirar as garantias de R$ 505 milhões oferecidas à Caixa. Atualmente, isso atrapalha a entrada da construtora em novos negócios.

Porém, para isso dar certo é necessária uma outra negociação, já que novas garantias devem ser apresentadas (o Parque São Jorge e a própria Arena já constam em contrato).

O prazo para quitação destes R$ 160 milhões não foi informado. Porém, só ocorrerá após a Odebrecht concluir o seu processo de recuperação judicial. Dependendo da data e da forma de pagamento, o Corinthians pode obter desconto.

A intenção do clube é utilizar o valor recebido com uma eventual venda dos naming rights (direitos de uso do nome) da Arena.

Porém, apesar de ter diversas negociações há anos, o Timão não consegue comercializar essa propriedade. Inicialmente, o clube desejava receber R$ 300 milhões para ceder o nome do estádio por 20 anos.

O negócio ainda não está fechado. Entre dirigentes do Corinthians, a expectativa é de que entre o fim deste mês e o início de setembro o contrato seja assinado.

A Odebrecht ainda dá as tratativas como em andamento. Por meio de nota, a construtora informou que “segue mantendo conversas construtivas com o clube em busca de uma solução que atenda a expectativa de ambas as partes”.

Depois de tudo certo, o Timão deve divulgar detalhes do acordo. O presidente Andrés Sanchez planeja uma entrevista coletiva.

Próxima etapa

Depois de fechar com a Odebrecht, o Corinthians pretende intensificar as conversas com a Caixa Econômica Federal.

O clube tomou R$ 400 milhões de empréstimo, mas, mesmo arcando mensalmente com as parcelas do financiamento, a dívida já é de R$ 470 milhões. Isso tem a ver com os juros do contrato, que foi assinado quando a taxa Selic era de quase 10% ao ano - hoje, ela é de 6%.



Fecha a conta

O valor da obra da Arena Corinthians foi de R$ 985 milhões. Porém, com juros e gastos com overlay (estruturas temporárias utilizadas na Copa do Mundo), o custo supera R$ 1,2 bilhão.

Este montante, porém, segue sendo corrigido, de modo que não é possível saber qual será o valor final.

Vale ressaltar que o Timão não arcará com tudo, já que há o abatimento das CIDs.

Somando os débitos com a Caixa e a Odebrecht, a dívida do Corinthians pela Arena deve ficar em R$ 630 milhões.

Corinthians, Odebrecht, Andres Sanchez, Arena Corinthians



VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Farelos Jurídicos preparou para você


LEIA TAMBÉM: Após triunfo contra o Botafogo, Fábio Carille faz análise da partida e do momento da equipe

LEIA TAMBÉM: Gil elogia elenco do Corinthians, mas ressalta: "difícil comparar com 2015"

LEIA TAMBÉM: [ENQUETE] Carlos Augusto ou Avelar: Quem é o seu lateral titular?

5199 visitas - Fonte: Globoesporte.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Juliano Jose     

Isso q roubo e lavagem de dinheiro se fosse presidente do Corinthians entregava a arena e jogava no Pacaembu q sempre foi nossa casa o que adianta ter uma arena se nao temos um time

Eu desejo que de tudo certo para o Corinthians virar um Real Madri da América do Sul

Flavio Saraiva     

Uma coisa boa já aconteceu...a caixa preta foi aberto...já sabemos o que foi pago...o que vai ser descontado e o CID... o que esses cara que administra o Corinthians tem fazer é colocar a arena pra ser alto sustentável.... !! só o que eles estão demorando muito...deixando de ganhar ou melhor perder..!! na verdade quem tá administrando o Corinthians tá deixando a desejar...!!

Tem que fazer logo esse acordo ??????????????????

Vc quer saber de uma coisa: devolve essa arena para esses caras pega o dinheiro que já pagou, fáz outro estadio na fazendinha, zera tudo, estão fazendo o meu corintians de palhaço, onde já se viu um estádio custar isso tudo, só co a renda da torcida, fáz outra arena.

Jefferson Camara     

Andres mito d+

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias