12/3/2019 08:47

Papéis picados que atrasaram clássico eram para festa do título da Copa do Brasil

Foto: Marcelo Zambrana/AGIF

A grande quantidade de papéis picados lançada no gramado da Arena e que atrasou o início do clássico entre Corinthians e Santos em dez minutos tem uma explicação. Segundo apurou a De Primeira, os papéis haviam sido preparados para a comemoração do título da Copa do Brasil, diante do Cruzeiro, no ano passado. Como o feito não ocorreu, o clube paulista resolveu soltar agora devido ao bom retrospecto do Timão em clássicos recentes.



No entanto, profissionais do clube não contavam que a forte ventania (que mais tarde causaria estragos em São Paulo) desviasse os papéis diretamente para o campo, prejudicando a visibilidade das marcações e gerando tanta polêmica - sendo inclusive alvo de relato do árbitro na súmula do duelo. Houve todo um aparato para o lançamento. O Corinthians contratou uma equipe de rapel que desceu de uma altura de cerca de 70 metros. Tudo contou com a liberação dos bombeiros.



Leia também: [ENQUETE] Após se recuperar de lesão, Gustagol deve ser titular do timão?

Leia também: [ENQUETE] Você gostaria de ver Ramires com a camisa do Timão?

Leia também: Gustagol é a esperança do Corinthians de encerrar seca de gols

Leia também: Corinthians busca reforços para Carille - veja deve chegar no TIMÃO nessa janela

1695 visitas - Fonte: UOL

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

EDILSON FREIRE     

Só faz cagada em prejuízos ao Corinthians e torcedores ..

????

Valnir Lucas     

Tenho certeza que se fosse um outro time aceitaria com o maior prazer.mas como é Corinthians vira o maior

Paulo Augusto     

So aqui no brasil e esta frescura nada pode na argentina la todos os jogos tem isso muito pior eai todo mundo no brasil scha lindo espetacular vao todos pra pqp.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias