20/2/2019 09:02

Com estrutura do Timão, Sornoza explica reviravolta da carreira após má fase no Fluminense

Foto: Ale Cabral/AGIF

O meia Junior Sornoza, ao lado de Gustagol, é um dos principais destaques do Corinthians neste ano e já assume a responsabilidade de comandar a armação de jogadas no time no duelo contra o Avenida-RS, hoje, às 21h30 (de Brasília), em Itaquera, pela segunda fase da Copa do Brasil. Aliás, é o segundo jogo consecutivo que Sornoza entra como principal "maestro" do time. Ele já exerceu a função no clássico contra o São Paulo e brilhou com uma assistência para o zagueiro Manoel abrir o placar da vitória por 2 a 1.



O equatoriano, que deixou o Fluminense em baixa, virou o "rei das assistências" do Alvinegro: foram quatro em seis jogos oficiais, três delas somente para Gustagol, artilheiro do time na temporada, com sete gols.

Em rápido contato com o UOL Esporte, Sornoza foi questionado sobre a reviravolta na carreira. No ano passado pelo Fluminense, por exemplo, ele atuou em 29 jogos do Campeonato Brasileiro e não deu nenhuma assistência para gol, segundo estatísticas do Footstats.

Sornoza citou a estrutura do Corinthians e a fase ruim do Fluminense na temporada para explicar como virou o "rei das assistências" e titular na equipe de Fábio Carille. O clube carioca só escapou do rebaixamento na última rodada do Brasileirão após vencer o América-MG por 1 a 0, e o equatoriano foi um dos mais perseguidos da torcida nesse período.

"Não sei, mas pode ser também que o time estivesse passando por um mau momento. No Fluminense foram oito jogos sem fazermos gols, então foi difícil para todo mundo, também. É uma diferença muito grande (estrutura). No Rio tínhamos uma coisa e aqui há outra cultura e outras coisas, então sempre procuro dar o meu melhor", afirmou Sornoza.

Além de brilhar com assistências, Sornoza ganhou a confiança de Carille por conta de sua ajuda no sistema defensivo. Bastante participativo nos jogos, o meia é o quinto jogador que mais "rouba bolas" no Campeonato Paulista, por exemplo, com sete desarmes em quatro jogos.

Sornoza entende que, além da estrutura, o técnico Fábio Carille e os companheiros facilitaram a sua adaptação no clube paulista.

"Todos os meus companheiros estão me ajudando muito. Na concentração falam muito comigo, também, para poder me adaptar rapidamente e poder fazer grandes jogos como estou fazendo agora na temporada. O Carille é muito importante (nessa reviravolta) porque dá muita confiança para o time e para todos nós que estamos dentro de campo", disse.



Sornoza está relacionado e ontem treinou entre os titulares que encaram o Avenida-RS hoje, na Arena Corinthians. A boa fase do equatoriano permitiu a Carille poupar Jadson para realizar reforço muscular por cerca de 15 dias.

Além de Jadson, o Corinthians conta com mais dois desfalques hoje: o volante Renê Júnior, que faz transição do departamento médico para o campo após realizar cirurgia no joelho esquerdo, e o volante Gabriel, que opera o tendão adutor da perna direita hoje e desfalca o time por até três meses.




Leia também: [ENQUETE] Você gostaria de ver Ramires com a camisa do Timão?

Leia também: Gustagol é a esperança do Corinthians de encerrar seca de gols

Leia também: Corinthians busca reforços para Carille - veja deve chegar no TIMÃO nessa janela

7683 visitas - Fonte: UOL

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Kleber Vellenev     

Craque!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias