6/12/2018 08:15

Capitão e paredão, Cássio termina ano como 'exceção' no Corinthians

Em meio a um fim de temporada terrível pela briga contra o rebaixamento, goleiro se destacou e foi um dos salvadores com boas atuações no ano em que disputou Copa

O Corinthians terminou 2017 em festa, com o grupo valorizadíssimo pela conquista do Campeonato Brasileiro de forma incontestável. Agora corta para 2018 e o cenário é inverso. Com um futebol nada vistoso, a equipe não foi rebaixada por dois pontos. Para esquecer. Uma coisa, porém, se manteve: a solidez do goleiro Cássio. Paredão do Timão há anos, o camisa 12 terminou a temporada como uma espécie de exceção.



LEIA TAMBÉM: Em entrevista à TV saudita, Carille fala do Corinthians: "Negociação bem adiantada"

Cássio foi fundamental na manutenção do Corinthians na Série A, pelas atuações e lideranças. Os números comprovam. O Timão foi o time que mais sofreu finalizações por jogo no campeonato: 13,2, de acordo com o Footstats. O camisa 12, porém, colecionou grandes defesas e conseguiu manter média abaixo de um gol sofrido na temporada. Terminou com 63 jogos e 55 gols sofridos.


O reconhecimento foi dado pelo técnico Jair Ventura, demitido após o Brasileiro. Com ele, a braçadeira de capitão deixou de ser revezada e se fixou no braço de Cássio. O goleiro correspondeu liderando os companheiros dentro de campo. No desespero da possibilidade de cair, ele sempre tentou pintar um cenário mais favorável fora de campo e, dentro, era dos que mais mexia com o grupo, seja com incentivos ou broncas.As boas atuações fecharam um ano que teve ainda um título histórico, do Campeonato Paulista sobre o rival Palmeiras, e o sonho maior de um atleta. Cássio foi um dos 23 jogadores escolhidos pelo técnico Tite para defender a Seleção Brasileira na Copa do Mundo na Rússia. Não entrou em campo até a eliminação nas quartas de final, mas levou na bagagem a experiência de disputar o maior torneio do planeta.



Outros jogadores terminaram a temporada com certo destaque, mas sem o peso de Cássio. Experientes, Henrique e Ralf tiveram boas atuações e foram importantes para segurar a bronca. Jadson foi decisivo em alguns jogos, embora com menos brilho do que de costume. Já Mateus Vital e Danilo fizeram gols fundamentais para salvar o Corinthians. O primeiro fez o da vitória por 1 a 0 contra o Vasco, resultado que praticamente assegurou o time na Série A. Antes, Danilo marcou dois na vitória por 2 a 1 sobre o Bahia. Tivesse empatado um desses jogos, o Timão teria caído, levando em conta os números frios da tabela final. Tudo isso com a ajuda do gigante Cássio.






Cássio,Corinthians,,Futebol

768 visitas - Fonte: Terra

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias