17/10/2018 08:39

Entrevista: Jadson lembra final contra o Palmeiras e sonha com título

Passa muito pelos pés de Jadson as chances de o Corinthians conquistar a Copa do Brasil nesta quarta-feira contra o Cruzeiro. Com o time precisando tirar o 1 a 0 sofrido no jogo de ida, o camisa 10 representa a maior esperança de criação de jogadas em meio a um momento difícil, com mais de três jogos sem marcar. Jadson reconhece o problema, mas chama a responsabilidade para sair da Arena com mais um título pelo clube.

Ele vai para a final atuando em posição diferente do que de costume, o que virou uma marca em sua trajetória no Corinthians. Em 2015, foi campeão brasileiro atuando aberto pela ponta direita. Já ano passado, Paulista e Brasileiro como armador por dentro. Este ano, mais adiantado sendo o homem por dentro com Rodriguinho em um 4-2-4 inovador de Fábio Carille. Agora, mais adiantado, quase um falso 9, sem tanta preocupação com marcação. É um Jadson "multifuncional", que concedeu entrevista exclusiva ao LANCE! na véspera da partida para falar sobre a preparação e como o Timão precisa agir para superar o Cruzeiro e colocar mais um título na conta. Experiente, o baixinho de 34 anos disse que está pronto para criar o caminho da taça. Vamos conferir!

Com Jair Ventura, você passou a adotar uma posição diferente, sendo o primeiro homem de combate na marcação e tendo mais liberdade para movimentar na frente. O que mudou para você?
Estou atuando mais centralizado e consigo ter mais liberdade pra armar e chegar na área. Isso me ajuda a participar mais do jogo e facilita na hora de dar um passe mais vertical pra deixar um companheiro bem posicionado pra finalizar.

Mudança de posicionamento não é bem uma novidade para você no Corinthians,pois já atuou de diferentes formas, inclusive em títulos distintos. Nesta fase da carreira, o que significa isso para você?
Tem razão, já mudei bastante a forma de jogar no Corinthians, mas agora acho que eu não conseguiria atuar pelas beiradas pela questão física. Em 2015, por exemplo, eu jogava mais aberto e tinha as funções de armar e cobrir as subidas dos laterais. Hoje, acho que temos jogadores que podem cumprir essa função com mais facilidade.

Em que estágio chega para essa decisão?
Estou me sentindo muito bem fisicamente e com bastante confiança.

Nos outros títulos que você conquistou no Corinthians, a responsabilidade da armação sempre foi dividida com outro meia experiente, Renato Augusto, depois Rodriguinho. Agora, a responsabilidade está mais em você, já que Mateus Vital ainda é jovem no clube. Como encara essa tarefa?
Com muita naturalidade. Graças a Deus, em todos os times que passei consegui contribuir com gols e assistências decisivas e aqui no Corinthians nunca foi diferente. Entrarei em campo com a mesma tranquilidade de sempre e farei de tudo pra ajudar o nosso time a sair com mais um título.

Passa muito pelos pés de Jadson as chances de o Corinthians conquistar a Copa do Brasil nesta quarta-feira contra o Cruzeiro. Com o time precisando tirar o 1 a 0 sofrido no jogo de ida, o camisa 10 representa a maior esperança de criação de jogadas em meio a um momento difícil, com mais de três jogos sem marcar. Jadson reconhece o problema, mas chama a responsabilidade para sair da Arena com mais um título pelo clube.

Ele vai para a final atuando em posição diferente do que de costume, o que virou uma marca em sua trajetória no Corinthians. Em 2015, foi campeão brasileiro atuando aberto pela ponta direita. Já ano passado, Paulista e Brasileiro como armador por dentro. Este ano, mais adiantado sendo o homem por dentro com Rodriguinho em um 4-2-4 inovador de Fábio Carille. Agora, mais adiantado, quase um falso 9, sem tanta preocupação com marcação. É um Jadson "multifuncional", que concedeu entrevista exclusiva ao LANCE! na véspera da partida para falar sobre a preparação e como o Timão precisa agir para superar o Cruzeiro e colocar mais um título na conta. Experiente, o baixinho de 34 anos disse que está pronto para criar o caminho da taça. Vamos conferir!





Com Jair Ventura, você passou a adotar uma posição diferente, sendo o primeiro homem de combate na marcação e tendo mais liberdade para movimentar na frente. O que mudou para você?
Estou atuando mais centralizado e consigo ter mais liberdade pra armar e chegar na área. Isso me ajuda a participar mais do jogo e facilita na hora de dar um passe mais vertical pra deixar um companheiro bem posicionado pra finalizar.

Mudança de posicionamento não é bem uma novidade para você no Corinthians,pois já atuou de diferentes formas, inclusive em títulos distintos. Nesta fase da carreira, o que significa isso para você?
Tem razão, já mudei bastante a forma de jogar no Corinthians, mas agora acho que eu não conseguiria atuar pelas beiradas pela questão física. Em 2015, por exemplo, eu jogava mais aberto e tinha as funções de armar e cobrir as subidas dos laterais. Hoje, acho que temos jogadores que podem cumprir essa função com mais facilidade.

Em que estágio chega para essa decisão?
Estou me sentindo muito bem fisicamente e com bastante confiança.

Nos outros títulos que você conquistou no Corinthians, a responsabilidade da armação sempre foi dividida com outro meia experiente, Renato Augusto, depois Rodriguinho. Agora, a responsabilidade está mais em você, já que Mateus Vital ainda é jovem no clube. Como encara essa tarefa?
Com muita naturalidade. Graças a Deus, em todos os times que passei consegui contribuir com gols e assistências decisivas e aqui no Corinthians nunca foi diferente. Entrarei em campo com a mesma tranquilidade de sempre e farei de tudo pra ajudar o nosso time a sair com mais um título.

O Corinthians passou quase 4 jogos sem fazer gol e tem tido muita dificuldade para criar jogadas.Como homem de armação, por que isso está acontecendo?
Esse é um dos pontos em que mais temos nos dedicado e já sabemos que precisamos melhorar. Treinamos muito bem nesses últimos dias e espero que a nossa equipe consiga criar boas chances de gols e saia com a vitória e o título.

O que é preciso fazer de diferente para a final?
Sempre quando entramos em campo para defender o Corinthians, nos dedicamos 100%, mas final é aquela coisa diferente. A gente precisa dar um gás a mais, tirar forças de onde não tem pra superar todas as dificuldades e conseguir chegar ao nosso objetivo.

Essa é a decisão mais difícil que já enfrentou pelo Corinthians?
Toda decisão é complicada. Falavam isso quando enfrentamos o Palmeiras neste ano, principalmente depois que perdemos o primeiro jogo por 1 a 0. O Cruzeiro tem um time muito bom, um elenco com vários ótimos jogadores, mas somos o Corinthians e iremos lutar até o último minuto.

O que esse título representaria para você?
Muito. Graças a Deus, conquistei títulos em todos os clubes que defendi e cada taça tem a sua particularidade. A Copa do Brasil é um campeonato que ainda não tive o prazer de ganhar e farei de tudo para conquistar, com todo respeito ao Cruzeiro.



O Corinthians passou quase 4 jogos sem fazer gol e tem tido muita dificuldade para criar jogadas.Como homem de armação, por que isso está acontecendo?
Esse é um dos pontos em que mais temos nos dedicado e já sabemos que precisamos melhorar. Treinamos muito bem nesses últimos dias e espero que a nossa equipe consiga criar boas chances de gols e saia com a vitória e o título.

O que é preciso fazer de diferente para a final?
Sempre quando entramos em campo para defender o Corinthians, nos dedicamos 100%, mas final é aquela coisa diferente. A gente precisa dar um gás a mais, tirar forças de onde não tem pra superar todas as dificuldades e conseguir chegar ao nosso objetivo.

Essa é a decisão mais difícil que já enfrentou pelo Corinthians?
Toda decisão é complicada. Falavam isso quando enfrentamos o Palmeiras neste ano, principalmente depois que perdemos o primeiro jogo por 1 a 0. O Cruzeiro tem um time muito bom, um elenco com vários ótimos jogadores, mas somos o Corinthians e iremos lutar até o último minuto.

O que esse título representaria para você?
Muito. Graças a Deus, conquistei títulos em todos os clubes que defendi e cada taça tem a sua particularidade. A Copa do Brasil é um campeonato que ainda não tive o prazer de ganhar e farei de tudo para conquistar, com todo respeito ao Cruzeiro.

333 visitas - Fonte: Lance

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

joão paulo     

FAZEMOS DESBLOQUEIO DOS CANAIS PREMIERE TELECINE HBO COMBATE E CANAIS ADULTOS PARA ASSINANTES DE TV POR ASSINATURA DE'' or QUALQUER LUGAR DOrrr BRASIL E TAMBÉM REDUZIMOS O VALOR DA FATURA SÓ PAGA DEPOIS QUE O SERVIÇO FOR FEITO WHATSAP 11967223267

Deusanir Bastos     

Jair mais um q vai embora acorda burro poe matheus mathias pra joga moleque e bom nao acredita no potencial do menino melhor q jonathan e roge

Deusanir Bastos     

Cara o neymar começou jogar no profissional 16 acho ate ta jogando porq um cara de vinte anos e junenil

Paulo Moreira     

Perdemos o título hj. O jair vai persistir no erro e entrar com o mesmo time. Quer encaixar pecas q n encaixam e vai perder o titulo hj. Sao jorge que nos livre e de uma luz nesse jogadores do timao e q cada bola q o timao chutar no gol do cruzeiro a lanca de sao jorge atrapalhe o goleiro fabio. Fabio hj n ta? Hj vc n tem vez. Sera tudo indefensavel e hj vc vai levar dois perus pra casa blz. Vai corinthians 3x1

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias