23/9/2018 07:31

Clayson admite erros e quer ser decisivo no Corinthians

Foto: Rodrigo Gazzanel/RM Sports

Um renovado Clayson estará em campo pelo Corinthians neste domingo às 16h contra o Internacional na Arena em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após um período complicado de problemas dentro e fora de campo, o atacante recuperou a condição de titular e virou uma das apostas do técnico Jair Ventura para fazer a equipe deslanchar nas duas competições que ainda disputa.



Desde a chegada de Jair, que já tentava contratá-lo desde a época de Botafogo, Clayson só não foi titular na estreia contra o Palmeiras, quando o técnico preferiu manter a formação que vinha sendo utilizada por Osmar Loss. Depois, começou contra Flamengo e Sport, e está confirmado novamente contra o Internacional. Um novo momento.

- Fico feliz de voltar, poder ajudar. Fiquei fora, foi bom também para dar uma aliviada, deixar a cabeça boa, agora é foco total no Corinthians, terminar o ano bem. Temos grandes objetivos para o ano ainda, e grandes chances de terminar o ano bem - afirmou Clayson, em entrevista exclusiva ao LANCE!.



A titularidade dá a oportunidade de Clayson mostrar sua recuperação e voltar a ser o jogador importante dentro de campo, sem polêmicas. No ano passado, ele foi peça importante na conquista do Brasileiro e repetiu a dose no Paulista deste ano. Mas também se envolveu em polêmicas. Foi suspenso por se envolver em confusão com o palmeirense Felipe Melo, e mais recentemente arremessou água em uma torcedora da Chapecoense em Chapecó após ouvir críticas. Os episódios geraram uma auto-crítica do jogador, que diz poder fazer a diferença para o Corinthians.

Diferença que ainda não se refletiu no Brasileiro. Neste ano, Clayson fez 37 jogos e marcou três gols. Um a menos do que no ano passado, quando jogou apenas o segundo semestre, ou 29 jogos. Uma lesão no menisco do joelho direito o afastou por seis semanas nesta temporada. Depois, ele ainda teve que lidar com uma doença da filha e com o falecimento da sogra em seguida. Foi difícil. Mas, agora, totalmente recuperado, o atacante espera mostrar que o discurso se confirma em campo. Ele diz que pode fazer a diferença e na quarta-feira já tem decisão contra o Flamengo na Copa do Brasil.



Confira abaixo entrevista exclusiva de Clayson ao LANCE! em que ele faz uma auto-crítica sobre suas derrapadas em campo e diz como pode fazer a diferença para o Timão:

Você teve um primeiro semestre de título com participação relevante e agora o time caiu. Qual balanço dessa temporada?
Primeiro semestre muito bom, só não joguei a final. Os demais joguei, apenas fui expulso na final. Depois tive lesão, probleminha com minha filha, minha sogra. Foi um período difícil para mim, que acabei, não perdendo o foco, mas mexeu com a cabeça, claro. Mas quero voltar a focar total no Corinthians, em alto nível, como foi ano passado, esse ano, dando assistência, fazendo gol. Para terminar o ano bem.

O que pensou naquele momento de dificuldade?
Eu sempre tive um foco muito grande, tanto que independente do que aconteceu, estava indo para campo, jogando. Mas não por mim, a equipe toda caiu, caímos juntos. Eu estava tentando jogar, infelizmente as coisas não estavam acontecendo. Agora consegui, voltar a jogar bem e agora é dar sequência para terminar o ano bem.



Como saiu dessa fase, quem te ajudou? O que aconteceu?
Minha família, principalmente. O empresário, pessoas que estavam perto de mim, que te ajudam. Eles foram fundamentais para ter cabeça boa, focar só no trabalho.

Recebeu alguma proposta para sair?
Não mexo com isso aí, o empresário que cuida, ele me deixa muito à vontade para jogar e qualquer coisa ele conversa com a diretoria.

E sua projeção para carreira no Corinthians?
Quero me firmar aqui, ficar mais tempo, ganhar mais título.Busco me espelhar bastante no Fagner, Cássio, jogadores que têm história aqui dentro. Quero ficar um bom tempo, ganhar mais título e criar uma história.

Você faz alguma projeção de tempo que quer ficar no clube?
Difícil falar, você em um dos maiores clubes do Brasil. O foco é ficar aqui. Claro que se surgir uma oportunidade muito boa, não só para mim quanto para o Corinthians, vamos conversar, mas estou feliz aqui.



O que a equipe ganha com seu retorno?
Ganha velocidade, um contra um, voltei a decidir mais os jogos, como fui decisivo nos momentos que estive muito bem, não só com gols, mas com assistências. Posso ajudar, sim, e o time bem vai me ajudar muito.

Você pode fazer a diferença para o Corinthians?
Sim, para jogar no Corinthians você tem de ter alto nível muito grande. Graças a Deus já estou há um ano e meio aqui, mas posso, sim, fazer a diferença, ajudar o clube. Claro que com meus companheiros, sozinho não se faz nada, mas espero estar ali para ajudar como tem sido agora e como foi no passado.

Um contraponto na sua carreira, a sua passagem pelo Corinthians também é marcada por polêmicas, como com Felipe Melo e episódio em que arremessou água em uma torcedora em Chapecó. Acha que tem que reavaliar isso? Precisa trabalhar isso de alguma forma?
Sim, preciso. Como já fiz o pedido de desculpas, coisas de momento, acabei errando, de cabeça quente. Serve para a gente amadurecer, crescer, e espero não errar mais com isso. Aprendi com erro e estou mais amadurecido.

E dentro de campo, o que ainda pode evoluir?
Posso evoluir muito ainda, tive uma evolução muito boa já, quero ser um cara que marque mais gols, que seja mais decisivo em partidas consecutivas, finalização, taticamente evolui bastante, mas sempre pode estar evoluindo. Evolução é diária, não tem idade, aprende com todos.



Aquele trabalho físico, de a comissão anterior fazer um fortalecimento muscular com você, como está? Já foi completado?
É um trabalho que a gente faz diariamente. Claro que naquela oportunidade era mais intensivo, eu precisava trabalhar e encorpar um pouco mais, mas eu preciso fazer, para não ir caindo, e vai sendo mantido.

Já suporta os jogos durante 90 minutos?
Sim, joguei muitos jogos completos este ano, Brasileiro do ano passado, agora é só manter para suportar.

E como estão os trabalhos do Jair? A carga de treinos é mais forte?
Está numa carga boa, estou me sentindo bem com o trabalho dele, está sendo bem tranquilo.

O que ele tem pedido para você?
Ele vem pedindo para eu dar bastante profundidade, ser a válvula de escape, receber bastante bola no espaço para a gente afundar a linha deles, deixar lá atrás. Coisas que eu já tinha feito, até mesmo no Corinthians. Agora é questão de entrosar, criar oportunidades e fazer os gols.



Ele já quis te contratar na época de Botafogo. O que isso representa?
Fico feliz pelo reconhecimento do trabalho, infelizmente naquela oportunidade acabou não dando certo, mas agora deu para conhecer ele, um cara fantástico, espero que ele possa ter sucesso conosco.

Como deve ser o comportamento nos dois próximos jogos?
Concentração máxima., são dois grandes jogos. O Inter liderando, e o Flamengo em situação de semifinal de Copa do Brasil. A gente já viu que quando está concentrando, o Corinthians faz grandes partidas e não pode ser diferente. Precisamos fazer grande jogo domingo e na quarta fazer outro grande jogo, concentrado demais, e depois com a nossa torcida buscar a vaga na final da Copa do Brasil.

Por que tem de acreditar que vai ter êxito?
Porque acho que a equipe vem evoluindo, numa crescente, jogamos bem lá. Boa parte falou que não, mas nossa proposta foi cumprida, o que nos mandaram, foi feito. E voltamos a vencer em casa, fizemos segundo tempo muito bom, conseguimos criar, fazendo gols, isso é bom para nossa evolução, confiança. Então ele pode acreditar



O torcedor terá qual relevância nesses dois jogos?
Muito grande, assim como foi no último jogo na Arena, que saímos atrás do placar, eles nos apoiaram até o fim. Assim como nos dá força, a gente ali cansado, eles gritando os 90 minutos, nos dá força, vai ser um dos fatores principais da partida.

7599 visitas - Fonte: LANCE!

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias