10/8/2018 12:37

Especial “Meu Pai Corinthiano”: quando o amor pelo Timão vem de criação

Foto: Divulgação/ Corinthians

Dando sequência à série ‘Meu Pai Corinthiano’, contando histórias de torcedores que começaram a torcer pelo Timão por influência de outra pessoa próxima, que não o pai biológico, apresentamos a história de Luiz Fernando, João Pedro e Léo, pai e filhos apaixonados pelo Timão.



Luiz Fernando é pai adotivo dos jovens João Pedro e Léo. Eles se conheceram há alguns anos no abrigo onde os as duas crianças viviam, e logo à primeira vista se apegaram como se estivessem juntos desde o nascimento dos dois. Não teve jeito! Luiz trouxe os dois para casa e começou a construir mais uma família que faz parte do Bando de Loucos.

Relembrando um pouco da onde veio sua paixão, Luiz falou também como surgiu a vontade dos pequenos de torcer pelo Time do povo. “Eu torço para o Corinthians desde pequeno. Fui influenciado por um grande amigo, que morava numa rua próxima à minha durante a infância, e a fase que vivíamos – com título Paulista em 88 e depois o Brasileiro de 90 – ajudou muito. O João Pedro, meu mais velho que está hoje com 09 anos, desde muito pequeno é corinthiano. O Léo, que tem 06 anos, está naquela fase de sofrer influência do tio bonachão, mas vêm se tornando cada vez mais corinthiano, por ter visto o título paulista deste ano e ir sempre à Arena”, revela.



O pai ainda comentou sobre a alegria que sentiu ao descobrir, logo no primeiro encontro com João Pedro, que o mesmo era corinthiano. “Quando conheci o João ele, desde o primeiro encontro, disse que era corinthiano. Já o Léo era muito pequenininho ainda. Para mim foi uma grande alegria saber que João gostava do Timão”, falou.

Recordando a primeira ida das crianças à Arena, Luiz comenta a alegria deles ao verem os jogadores de perto. “Nossa primeira ida juntos foi durante as Olimpíadas, mas não foi a mesma emoção de quando fomos recentemente ver Corinthians x Ceará. Foi indescritível ver o quanto eles estavam vidrados com tudo. Em especial, porque fomos até a área onde se pode ver o aquecimento dos jogadores, eles estavam hipnotizados. Meu filho menor chegou na escola no dia seguinte falando que aprendeu a ‘dar rolinho’ porque viu os jogadores fazendo durante este tempo”.

Além da alegria de estar assistindo a um jogo direto da arquibancada, o paizão também destacou a idolatria dos filhos pelo gigante embaixo das traves alvinegras. “Outra coisa que me chamou a atenção é o quanto eles se identificam com o Cássio. Todas as crianças que estavam ali também. E isso mostra o quão importante é cultivarmos ídolos em nosso clube, principalmente quando eles têm boas atitudes dentro e fora de campo, para que influencie positivamente as crianças”, diz Luiz Fernando.

Ao ser questionado sobre a maior emoção vivida ao lado de seus filhos, o experiente torcedor não teve dúvidas. “Sem dúvida alguma, para ambos, foi o momento quando nos conhecemos lá no abrigo. Ali tivemos a certeza de sermos feitos um para o outro, que nossos destinos estavam traçados”, revela o pai, ao lado dos filhos – uma família com muito sangue corinthiano.

5247 visitas - Fonte: Site Oficial

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias