22/7/2018 11:00

Com Rodriguinho, Timão chega em vendas a R$ 58mi, contra R$ 109mi do Palmeiras

Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

A venda de Rodriguinho para o Pyramids só reafirmou a fama de mau vendedor do Corinthians. Desde a parada para a Copa do Mundo, o Timão já se desfez de oito jogadores, sendo quatro titulares, e embolsou apenas R$ 57,9 milhões. O rival Palmeiras negociou cinco atletas no mesmo período e colocou nos cofres R$ 108,8 milhões (veja a lista completa no fim da matéria).



Nos dois casos, o Blog levou em consideração apenas o percentual das transações destinados aos arqui-inimigos. Rodriguinho, por exemplo, acabou vendido por US$ 6 milhões e o Corinthians, apesar de ter só 50% de uma venda futura, ficará com US$ 4 milhões, que equivalem a R$ 15 milhões.

O Palmeiras lucrou duas vezes e meia mais com Keno, adquirido pelo mesmo Pyramids – só dois anos mais novo do que o corintiano, o atacante foi comprado por US$ 10 milhões e o Verdão detinha 100% de seus direitos econômicos, ou seja, ficou com R$ 37,7 milhões. Keno e Rodriguinho jogarão no time egípcio do técnico do técnico Alberto Valentim, que ainda terá Carlos Eduardo (ex-Goiás) e Ribamar (ex-Atlético-PR).



A comparação entre as saídas de Maycon e Tchê Tchê também revela o fracasso alvinegro nas rodas de negociação. O corintiano, titular absoluto e com 21 anos, rendeu R$ 23,4 milhões na ida ao Shakhtar Donetsk. Quatro anos mais velho e reserva no Palmeiras, Tchê Tchê assegurou R$ 21,2 milhões na transferência para o Dínamo Kiev, também da Ucrânia.

Um dos melhores zagueiros no futebol brasileiro, Balbuena partiu para o West Ham por R$ 17,7 milhões, que equivaliam ao valor da multa rescisória exigida pelo paraguaio para renovar contrato. Já o atacante Fernando, que atuou somente 13 minutos no time de cima do Palmeiras, rendeu R$ 22,1 milhões no repasse ao Shakhtar. Vale ressaltar que Balbuena tem 26 anos, enquanto Fernando, 19.

Apesar de ter liberado oito atletas, o presidente Andrés Sanchez não conseguiu fazer dinheiro com Léo Príncipe, Kazim, Júnior Dutra e Juninho Capixaba, todos emprestados. O único que ainda rendeu algum trocado foi Sidcley. Pela taxa de vitrine, ele assegurou R$ 1,8 milhão – o lateral estava emprestado pelo Atlético-PR e acabou comprado pelo Dínamo Kiev por R$ 18 milhões.

Já o Palmeiras nem precisou perder peças para faturar alto. Roger Guedes, que estava emprestado ao Atlético-MG, e João Pedro, ao Bahia, valeram R$ 27,8 milhões com os acordos sacramentados com Shandong Luneng, da China, e Porto, de Portugal, respectivamente.

LUCRO COM VENDAS DO CORINTHIANS:
– Maycon (Shakhtar-UKR): R$ 23,4 milhões (€ 5,3 milhões)
– Balbuena (West Ham-ING): R$ 17,7 milhões (€ 4 milhões)
– Rodriguinho (Pyramids-EGY): R$ 15 milhões (US$ 4 milhões)
– Sidcley (Dínamo Kiev-UKR): R$ 1,8 milhão (€ 400 mil)
– Léo Príncipe (Le Havre-FRA): R$ 0 (empréstimo)
– Kazim (Lobos Buap-MEX): R$ 0 (empréstimo)
– Júnior Dutra (Fluminense): R$ 0 (empréstimo)
– Juninho Capixaba (Grêmio): R$ 0 (empréstimo)
TOTAL: R$ 57,9 milhões

LUCRO COM VENDAS DO PALMEIRAS:
– Keno (Pyramids-EGY): R$ 37,7 milhões (US$ 10 milhões)
– Fernando (Shakhtar-UKR): R$ 22,1 milhões (€ 5 milhões)
– Tchê Tchê (Dínamo-UKR): R$ 21,2 milhões (€ 4,8 milhões)
– Roger Guedes (Shandong Luneng-CHN): R$ 19 milhões (€ 4,3 milhões)
– João Pedro (Porto-POR): R$ 8,8 milhões (€ 2 milhões)
TOTAL: R$ 108,8 milhões

28776 visitas - Fonte: Jorge Nicola

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias