22/4/2018 13:43

Carille não descarta nova arrancada no Brasileiro: 'Aconteceu uma vez'

Treinador festeja goleada sobre o Paraná, diz que objetivo é se manter entre os primeiros colocados, mas acredita ser possível repetir ótimo início de campeonato

Foto: Fernando Remor/Ofotografico/Lancepress!

O Corinthians iniciou o Campeonato Brasileiro a mil por hora. Passadas as duas primeiras rodadas, a equipe do técnico Fábio Carille mantém 100% de aproveitamento e neste domingo passou com facilidade pelo Paraná com goleada de 4 a 0 fora de casa. O resultado deixou o treinador muito satisfeito, a ponto de ele não descartar repetir o início da campanha vitoriosa do ano passado. O Timão terminou o primeiro turno invicto, em uma campanha histórica.



- É muito difícil, mas aconteceu uma vez (arrancada). Eu passo para o grupo que a gente tem que estar embolado ali entre os primeiros, após dez rodadas, sempre estar próximo. Para na arrancada dos últimos jogos, a gente medir forças mesmo - analisou o treinador.

A partida foi especial para Carille pelo reencontro com o Paraná, clube no qual atuou como jogador. Ele falou sobre isso e outras coisas na entrevista coletiva após o jogo. Confira:

Análise da partida

O resultado foi muito grande. A gente tem uma preocupação de quando ganha jogo grande, de Libertadores, sobre a preparação do jogo seguinte. Muda muito o horário, a preparação. Mas o time teve a tranquilidade de rodar a bola, seguramos a pressão inicial que já esperávamos. E os quatro gols foram de bola trabalhada, lado oposto, tudo que exigimos.

Reagir na pressão

Corinthians sabe jogar no seu campo, sem bola. Isso é de anos. Sabe sofrer, ser pressionado e quando tem a bola, tem muita qualidade, estamos mostrando isso, depois do Paulista mostramos muita maturidade.

Goleada

O time sabe que quando não joga com o 9 tem de estar com a bola nos pés. Temos de encher o campo do adversário, encher com os meias, eles têm esse entendimento.

Rodriguinho na Seleção?

Com essa formação, deixamos ele mais perto do gol. E sabemos da qualidade que ele tem, perna esquerda, perna direita. Com essa formação, ele fica mais perto. De 2016 pra cá, só uma parte do segundo semestre ano passado ele deu uma caída. Em 2016 chamou a responsabilidade, ano passado no Paulista e esse ano muito bem. Se for convocado, será merecido.

Como rodar o elenco sem perder qualidade?

A segurança que eu tenho é o que me mostrou até agora. O Gabriel saiu do time e eu deixei claro que foi a questão da bola aérea. A gente sofreu com isso, contra o Bragantino. Contra o Fluminense, tínhamos essa preocupação. Hoje vimos que o Paraná não era tão alto. Renê Júnior era titular até outro dia, está recuperando a confiança, Mateus já jogou. Vou ter de rodar o elenco agora, ser inteligente para tomar as melhores decisões.

Jogadores marcando gols

Essa está sendo a nossa cobrança, de que jogar sem 9 tem de aparecer dentro da área. Sem o nove, esses caras das pontas, os meias, os volantes são importantes. Sei que não vou contar com o Roger na Copa do Brasil. Pela Libertadores só a gente classificando. Então nossa cobrança é para que os jogadores de trás cheguem para fazer mais gols. Saio feliz porque o resultado fortalece ainda mais.

Sidcley

A gente sabe desse poder ofensivo do Sidcley, e o que marcou contra o Palmeiras o Dudu, e é isso que tem de melhorar. E a vibração, depois que a gente fez o segundo, sei que é muito difícil perder o jogo pela nossa consistência. Passo para eles não relaxarem.

870 visitas - Fonte: Lancenet.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias