10/2/2018 09:08

Análise: Corinthians tem "Jadriguinho" em alta, mas precisa resgatar equilíbrio

Derrota para o Santo André mostra Timão efetivo no ataque, mas sofrendo mais do que o habitual. Tem sido assim em 2018...

Equilíbrio. Padrão tático. Segurança defensiva. Os conceitos aplicados pelo técnico Fábio Carille na vitoriosa temporada de 2017 não têm se repetido com a mesma frequência em 2018, e isso passa a preocupar o comandante nos primeiros jogos do Campeonato Paulista.



A derrota por 2 a 1 para o Santo André, nesta sexta-feira, no ABC, mostrou um Timão que oscila. Se descobriu uma nova dimensão no ataque com a volta do esquema 4-1-4-1 e o entrosamento de Jadson e Rodriguinho, passou também a ter mais dores de cabeça na defesa.

Faltam menos de 20 dias para a estreia na Taça Libertadores, dia 28 de fevereiro, contra o Millonarios, na Colômbia. Só há mais três jogos até lá: São Bento, RB Brasil e o clássico contra o Palmeiras. Mais testes para Corinthians e Carille tentarem reencontrar o equilíbrio perdido.

O jogo contra o Santo André (e o contra o Novorizontino, domingo passado) pode ser facilmente dividido em duas partes, que resumem o Corinthians do início de 2018.

Primeiro tempo: boas notícias
A cada jogo do Corinthians em 2018, fica mais evidente que a mudança tática promovida pelo técnico Fábio Carille beneficiou demais os meias Jadson e Rodriguinho – juntos, têm sido os pilares do Timão no ataque e concentrado gols e assistências.

Não é exagero. A dupla "Jadriguinho" é decisiva para o sucesso ofensivo do Corinthians.

-Jadson e Rodriguinho, com três gols cada, são os artilheiros do Timão no ano;

-Além disso, Jadson também é líder de assistências, com três; Rodriguinho tem uma;

-Entrosados, conseguem dividir funções de saída de bola, criação e chegada à área.

As melhores chances do Corinthians no Paulistão saem, quase sempre, dos pés dos dois. No 4-1-4-1, ambos têm mais liberdade para "pisar na área", como diz Carille, e aumentar o volume de finalizações.

O único gol do Timão na sexta-feira foi assim: Rodriguinho viu o avanço de Clayson pela esquerda, percebeu Júnior Dutra atraindo a marcação dos zagueiros e se posicionou sozinho quase na marca do pênalti, esperando o passe para finalizar com perfeição.

Depois do gol, Rodriguinho continuou perto da área e abriu espaços para avanços de Fagner, por exemplo, como mostra a imagem abaixo. Parecia uma noite tranquila...

Segundo tempo: os problemas
A intensidade caiu, e o futebol também. De novo, o Corinthians parou de jogar e viu um adversário de nível técnico mais baixo pressionar e ameaçar a meta de Cássio. A diferença é que o Santo André soube explorar falhas na marcação alvinegra. Por isso, conseguiu a virada.

Com duas perdas importantes em relação a 2017 – Pablo e Guilherme Arana – a defesa ainda vai demorar um pouco para recuperar o entrosamento que era quase perfeito. No entanto, não é este o único fator responsável pela perda do equilíbrio no setor.

Abaixo, alguns fatos recorrentes em 2018:

-Com Jadson e Rodriguinho adiantados, Romero e Clayson se sacrificam na marcação e vão até a linha de fundo defensiva.

-Mesmo assim, há menos peças voltando do ataque;
Gabriel é muito regular, mas, sozinho, tem tido mais dificuldades na cobertura de meias e laterais;

-O Corinthians erra mais passes. Consequentemente, perde mais bolas e permite mais contra-ataques;

-A bola aérea, que já incomodava em 2017, continua sendo a principal arma dos rivais.

O primeiro gol do Santo André foi um belo chute de Tinga, de fora da área, num lance em que Gabriel, desdobrando-se na marcação, não conseguiu chegar a tempo de travar o arremate.

O segundo, de Lincom, saiu na bola alta. Apesar do lance polêmico e dos pedidos de impedimento, o lance mostra, mais uma vez, que o Timão precisa se acertar nesse tipo de marcação.

Não é hora de desespero ou preocupação excessiva, claro, mas o tom adotado por Fábio Carille na entrevista coletiva após o jogo foi claro: o Corinthians precisa (e pode) jogar mais. Há tempo e peças suficientes para a equipe crescer e recuperar o equilíbrio que foi sua marca em 2017.

8706 visitas - Fonte: Globoesporte.com

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

jadriguinho é o irmão do Rodriguinho kkkk

Quem é esse Jadriguinho?

jose cicero     

VOCÊ QUE ESTÁ CANSADO DE TER POUCA PROGRAMAÇÃO DE TVV ASSSINATURA E NÃO CONCORDA COM OS VALORES COBRADOS
FAÇO LIBERAÇÃO E DIMINUÍMOS O VALOR DA CONTA
PARA TODO BRASIL
WHATZSAP 11 958694345

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias