11/1/2017 08:58

Em risco, gestão do Corinthians vive debandada em setores estratégicos

Ameaçada por conta da mobilização de um grupo de pessoas influentes que até sugeriu trocas em cargos-chave da administração, a atual gestão do Corinthians vive uma debandada de profissionais em setores estratégicos menos de dois anos após as eleições que fizeram de Roberto de Andrade presidente do clube. O clube vive atualmente um clima de guerra política e isolamento do mandatário, que rejeitou uma proposta de "resgate" elaborada pelo ex-presidente Andrés Sanchez - a tal proposta previa, entre outras coisas, o retorno do próprio Andrés ao comando do departamento de futebol.

O último profissional de uma área estratégica que deixou o Corinthians foi Gustavo Herbetta, superintendente de marketing. O executivo decidiu voltar ao mercado publicitário e esvaziou o setor, já que a pasta também não tem diretor - Marcelo Pereira Passos e Mauricio Jacob deixaram o clube por razões diferentes já durante o mandato de Roberto de Andrade. O Corinthians não tem um diretor de marketing há um ano, e agora também perdeu outra peça importante dos bastidores.

Outras diretorias também tiveram mudanças nestes menos de dois anos de gestão de Andrade: futebol, categorias de base, relações internacionais, secretaria geral e negócios jurídicos. Além disso, o clube sofreu abalos políticos com o afastamento de Jorge Kalil, vice-presidente eleito em fevereiro de 2015. Isolado, Roberto de Andrade conta apenas com André Luiz Oliveira, o André Negão, como vice-presidente. O fim da licença de Kalil está previsto para fevereiro, mas até agora não houve nova aproximação com a gestão.

Uma das reclamações de pessoas influentes da política corintiana é sobre o distanciamento de Roberto de Andrade de outros grupos, e também a baixa frequência do mandatário no dia a dia do Parque São Jorge. A pessoas próximas, o presidente admite rever certas posturas, mas não está disposto a pedir licença do cargo, como proposto a ele na última segunda-feira, e verá o processo de impeachment se desenrolar no Conselho Deliberativo.

Nesta terça-feira, inclusive, a Comissão de Ética e Disciplina ouviu depoimentos de testemunhas arroladas por Roberto de Andrade. Isolado, o presidente tenta contornar as saídas e afastar a crise política do Parque São Jorge.

DIRETORIAS DO CORINTHIANS QUE SOFRERAM MUDANÇAS:

Diretoria de futebol - Saiu Sergio Janikian (maio de 2015), entrou Flávio Adauto (outubro de 2016)
Diretoria-adjunta de futebol - Saiu Eduardo Ferreira (outubro de 2016)
Diretoria da base - Saiu José Onofre de Souza (agosto de 2016), entrou Fausto Bittar Filho (setembro de 2016)
Diretoria de negócios jurídicos - Saiu Rogério Mollica, entrou Luiz Alberto Bussab (novembro de 2016)
Diretoria de marketing - Saiu Marcelo Passos (janeiro de 2016), saiu Mauricio Jacob (maio de 2016)
Diretoria de relações internacionais - Saiu Nadir de Campos Júnior (outubro de 2015)
Secretaria-geral - Saiu Oswaldo Abrão José, entrou Antônio Jorge Rachid Júnior (novembro de 2016)

OUTRAS SAÍDAS EM CARGOS ESTRATÉGICOS

Edu Gaspar - gerente de futebol
Marcos Chiarastelli - gerente financeiro
Rogério Biondo - gerente comercial
Gustavo Herbetta - superintendente de marketing
Saulo Magalhães - supervisor do departamento de futebol
Fábio Seródio - diretor de comunicação
Ricardo Taves - social media
Andrés Sanchez - superintendente de futebol

9882 visitas - Fonte: Uol Esporte

Mais notícias do Corinthians

Notícias de contratações do Timão
Notícias mais lidas

Adilson Liotti     

espero que seja feito algo, Corinthians rumo a falência nesse ritmo, culpa toda desse rato, presidente imprestável.

com quem sera que o ptesidente aprendeu toda essa teimosia, temos historia recente, de alguém que afundou um país e não admitia os erros, que esses conselheiros resolvam logo essa situação, se precisa tirar na marra, que o façam o mais rápido possível, se ficar mais um ano, vamos ter que fechar as portas, o buraco esta cada vez maior.

Zezinho Silva     

Vamos Andrés pelo amor de Deus assume logo e incinera esse lixo pra nunca mais aparecer no Corinthians desgraça igual tira logo essa praga se não ele vai querer eleger a mãe dele tambem!!!!!!

Deixa o Andrés Sanchez montar a equipe gestora: em 6 meses o Corinthians volta a ser uma potência!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias